Em minhas-financas / carros-compra

GM pagará quase US$ 1 bilhão para encerrar caso sobre defeito que gerou mortes

A GM também fez o recall de mais de 30 milhões de veículos na América do Norte em 2014 para consertar uma ampla gama de defeitos

Chevrolet
(Divulgação)

NOVA YORK - A General Motors concordou em pagar 900 milhões de dólares e assinar um acordo para encerrar uma investigação do governo dos Estados Unidos sobre como lidou com um defeito na chave de ignição ligado a 124 mortes, disseram duas fontes à Reuters.

O acordo significa que a GM será acusada criminalmente de esconder o defeito dos órgãos reguladores e de ludibriar os consumidores, mas o caso não terá andamento até que a montadora cumpra os termos do acordo, disse uma das fontes.

Nenhum indivíduo será indiciado na ação criminal, disse uma das fontes.

O valor de 900 milhões de dólares é menor que os 1,2 bilhão de dólares que a Toyota Motor pagou para resolver um caso similar.

A GM não quis comentar. E as porta-vozes da procuradoria em Manhattan e Washington também não comentaram.

A expectativa é que o acordo seja anunciado na quinta-feira, disseram as fontes. Qualquer acordo deferido pela procuradoria precisa ser aprovado pela corte.

A GM também fez o recall de mais de 30 milhões de veículos na América do Norte em 2014 para consertar uma ampla gama de defeitos.

 

Leia também

Seu carro facilmente lhe custa R$ 2.500 por mês. Duvida?

Imóvel é sempre bom negócio? Teste mostra que alugar é melhor

Descubra qual é a aplicação financeira de risco baixo mais rentável

Quanto custa realizar cada um de seus sonhos? Descubra

Contato