Em mercados / politica

PT toma providências caso Lula seja preso - mas agora, maior temor é outro

De acordo com a colunista Mônica Bergamo, da Folha, petista não deve ficar preso por muito tempo, mas temor da legenda é de que ele seja impedido de se manifestar na campanha

Lula
(Ricardo Stuckert/ Instituto Lula)

SÃO PAULO - Em meio à avaliação de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva possa ser preso antes da Páscoa, o PT já começa a discutir, ainda que discretamente, quais serão as providências tomadas caso o líder petista seja preso, informa Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo. 

Uma delas, diz a colunista, é escolher um porta-voz que possa visitá-lo com frequência, transmitindo as opiniões do petista para o mundo exterior.

As prisões levam a restrições para visitas de familiares e amigos, que só podem ver os detentos uma vez por semana. Apenas advogados poderiam falar com Lula com frequência, enquanto parlamentares também podem entrar nas prisões com maior facilidade. 

Porém, os dirigentes do PT avaliam que Lula não permanecerá muito tempo preso. Mas há um outro temor maior, diz a coluna: o de que ele seja impedido de se manifestar na TV na campanha presidencial por alguma decisão da Justiça Eleitoral.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

 

Contato