Em mercados / politica

Cresce apoio dos brasileiros à idade mínima para se aposentar, mostra pesquisa

Conforme mostra levantamento do site Poder360, também diminuíram as resistências à reforma previdenciária em geral, embora os contrários ainda sejam maioria

SÃO PAULO - Um dos principais pilares da proposta de reforma previdenciária do governo, o estabelecimento de uma idade mínima para as aposentadorias, sofre menos resistência da sociedade hoje em comparação com agosto, mas segue rejeitado pela maioria dos brasileiros. É o que mostra pesquisa divulgada nesta terça-feira (21) pelo site Poder360.

De acordo com o levantamento, o percentual de entrevistados que se diz contra a medida vem em uma trajetória de queda desde abril, quando marcava 73%, passando para 67% em agosto e 52% em novembro. Na outra ponta, os favoráveis à regra foram de 22% em abril e agosto, para 34% neste mês. Os que têm dúvida ou não responderam também aumentaram: de 5% em abril, para 11% em agosto e 14% atualmente.

Black Friday InfoMoney: sua única chance de comprar nossos cursos com 50% de desconto

O resultado pode indicar relativo êxito do governo em reverter parte da resistência à reforma da Previdência, embora a pauta ainda seja apoiada por uma minoria. A pesquisa foi realizada entre 16 e 18 de novembro e contou com 2.171 pessoas entrevistadas com 16 anos ou mais, em 143 cidades. A margem de erro é de 2,9 pontos-percentuais para mais ou para menos. As entrevistas são realizadas por meio telefônico, com a aplicação de um sistema IVR (Interactive Voice Response).

Ainda segundo a pesquisa, estratificando os resultados, observa uma rejeição maior à idade mínima entre homens (59%), com idade entre 45 e 59 (57%) e 16 a 24 (56%) anos, das regiões Sul (60%), Norte (59%) e Sudeste (54%).

De acordo com o levantamento, também diminuiu a resistência dos brasileiros à reforma da Previdência. Enquanto em abril apenas 24% eram a favor da medida, 66% contrários e 11% não responderam, em novembro os respectivos resultados foram: 32%, 51% e 18%.

Do ponto de vista estratificado, a maior diferença observada é no comportamento dos entrevistados da região Nordeste. Enquanto 48% são contra a idade mínima (resistência abaixo da média nacional), 65% se dizem contra a reforma previdenciária (resultado 14 pontos percentuais acima da média nacional).

Temer e Meirelles
(Beto Barata/PR/FotosPúblicas)

Contato