Em mercados / politica

Em Milão, Doria confirma interesse de gigante italiana em adquirir Interlagos

Pirelli está interessada em concorrer ao leilão de privatização do autódromo de Interlagos, afirmou o prefeito João Doria

MILÃO/SÃO PAULO - Em coletiva em Milão realizada nesta quinta-feira, o prefeito de São Paulo, João Doria, confirmou o interesse da Pirelli em concorrer ao leilão de privatização do autódromo de Interlagos. Na próxima sexta-feira, ele estará reunido com o presidente mundial da companhia italiana, Marco Tronchetti Provera, para conversar sobre o assunto. O InfoMoney acompanhou (confira no vídeo acima). 

Doria ressaltou que o leilão será colocado na Bolsa de Valores: "ganhará o melhor preço com o menor prazo de pagamento”, disse ele, apontando que há várias companhias e consórcios interessados. 

De acordo com ele, a Pirelli já tinha demonstrado seu interesse e esse foi umas das razões para agendar o encontro com o presidente mundial da companhia. "Ele conhece muito bem o Brasil. A principal operação da Pirelli no exterior é de pneus no Brasil, que representa 30% de todo o movimento de vendas, além de também ter uma tradição na F1. Faz sentido uma conversa avançar como desejamos com potencial investidor”, apontou. 

O prefeito destacou ainda que a empresa italiana já possui um autódromo particular no interior de São Paulo. “Poderia funcionar inclusive para competições, tamanha a qualidade que possui”.

Ao ser questionado se, além de Interlagos, há interesse em outros projetos, Doria falou ser possível, também no campo imobiliário: "Vários investidores de fundos italianos têm interesse no projeto do fundo imobiliário, com mais de 1.300 imóveis que serão vendidos e têm atraído muitos investidores, não só da Itália como da Europa em geral, além de Oriente Médio, sul-coreanos e chineses. Os fundos imobiliários serão muito disputados. Outro ponto que pode gerar interesse é o transporte público", ressaltou o prefeito, lembrando das concessões para a gestão do Bilhete Único. 

Ao ser questionado se Doria fala ao PIB italiano como prefeito ou candidato à presidência, ele afirmou:  "não me apresento como candidato porque não sou, cumpro sempre meu papel de prefeito". O prefeito afirmou ainda que, ao fazer os projetos por São Paulo, ele também faz pelo Brasil, já que se trata da maior cidade do País.

Contato