Em mercados / politica

Ministério Público denuncia Lula na Operação Zelotes por corrupção passiva

No esquema, empresas do setor automotivo teriam pago propina para intermediários, que ficaram encarregados de repassar o dinheiro para os agentes políticos

SÃO PAULO - O Ministério Público Federal no Distrito Federal apresentou nesta segunda-feira (11) uma nova denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, desta vez por corrupção passiva no âmbito da Operação Zelotes, que aponta que o petista editou uma medida provisória para favorecer o setor automotivo em troca de recebimento de propina.

No esquema, empresas do setor teriam pago propina para intermediários, que ficaram encarregados de repassar o dinheiro para os agentes políticos. O MPF também denunciou o chefe de gabinete de Lula, Gilberto Carvalho, a quem teria sido prometido, junto com o ex-presidente, a quantia de R$ 6 milhões para custear a campanha do PT.

"Diante de tal promessa, os agentes públicos, infringindo dever funcional, favoreceram às montadoras de veículo MMC e Caoa ao editarem, em celeridade e procedimento atípicos, a Medida Provisória n° 471, em 23/11/2009, exatamente nos termos encomendados", diz trecho da denúncia.

Lula
(Roberto Parizotti / Cut)

Contato