Em mercados / politica

Confusão no Senado: Eunício corta luz do plenário e suspende sessão da reforma trabalhista

Senadoras sentaram à mesa do plenário assim que a sessão foi aberta, quando Eunício ainda não havia chegado, e não quiseram deixar o lugar

SÃO PAULO - Diante da uma grande confusão no plenário do Senado, o presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE), suspendeu nesta terça-feira (11) a sessão aberta para discutir a reforma trabalhista e ainda cortou a luz do local após senadoras da oposição ocuparem a mesa do plenário.

As senadoras oposicionistas que ocuparam os lugares na mesa são: Gleisi Hoffmann (PT-PR), Lídice da Mata (PSB-BA), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Fátima Bezerra (PT-RN) e Regina Sousa (PT-PI). Elas sentaram à mesa do plenário assim que a sessão foi aberta, por volta de 11h (horário de Brasília), quando Eunício ainda não havia chegado.

Por volta de meio-dia, quando Eunício chegou ao plenário, ele quis ocupar sua cadeira na mesa, mas a senadora Fátima Bezerra, que estava sentada no lugar, não quis ceder o espaço para Eunício. Ele quis tirar o microfone da senadora. Após essa confusão, Eunício suspendeu a sessão.

A TV Senado interrompeu sua transmissão da sessão e, de acordo com informações da Agência Estado, Eunício Oliveira convocou uma reunião, no seu gabinete, com senadores e líderes partidários, para discutir a retomada da sessão para votar a reforma trabalhista.

Senado apagado
(Reprodução)

Contato