Em mercados / politica

Janot faz 22 pedidos ao Supremo com base em delação de João Santana e Mônica Moura

Relator da operação Lava Jato na corte, o ministro Edson Fachin determinou a retirada do sigilo sobre o conteúdo dos depoimentos do casal

SÃO PAULO - O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, encaminhou ao Supremo Tribunal Federal 22 pedidos relacionados às delações premiadas do casal de marqueteiros João Santana e Mônica Moura, além do funcionário do casal André Santana. As informações foram veiculadas pelo jornal Valor Econômico, que também disponibiliza cinco documentos com os acordos de delação do trio, cujo sigilo foi retirado pelo ministro Edson Fachin, relator da operação Lava Jato na corte.

Em sua decisão, o magistrado afirmou, em despacho divulgado nesta quinta-feira (11), que "não mais subsistem, sob a ótica do sigilo do sucesso da investigação, razões que determinem a manutenção do regime restritivo da publicidade".

Rodrigo Janot
(Marcelo Camargo/ Agência Brasil)

Contato