Palácio do Planalto e a cúpula do PT comemoraram manutenção da Selic

Na avaliação do governo, a alta dos juros aprofundaria a recessão e o desemprego

logo_estadao
 20 jan, 2016 22h33
Dilma joinha
(Ueslei Marcelino/Reuters)

O Palácio do Planalto e a cúpula do PT comemoraram nesta quarta-feira, 20, a manutenção da taxa básica de juros em 14,25% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom). Nos bastidores, auxiliares da presidente Dilma Rousseff disseram que o momento, agora, é de "travessia" para a retomada do crescimento, a partir do segundo semestre.

Na avaliação do governo, a alta dos juros aprofundaria a recessão e o desemprego. Dirigentes do PT chegaram a dizer que, se a Selic aumentasse, o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, perderia as condições de permanecer no cargo.

"A equipe precisa marchar no mesmo rumo. Não pode ter uma linha pelo crescimento e outra pelo desemprego", disse o secretário de Formação Política do PT, Carlos Henrique Árabe, antes da reunião do Copom.

Baixe agora a Carteira InfoMoney 2016! Basta deixar o seu email abaixo:

COMENTÁRIOS

mercados

IBOVESPA
-0,18%

48.964 pts

Última cotação em 30/05/2016 17:19:00
Data Pais Evento Referência Expectativa
30/05
00:00
USA Resultado primário do Governo Central Abril
30/05
08:00
USA IGP-M Maio 0,67
30/05
08:25
USA Relatório Focus Semanal
30/05
10:30
USA Nota de Mercado Aberto Abril
30/05
15:00
USA Balança Comercial Semanal

mais eventos

Contato