Em mercados / politica

Revogar o estatuto do desarmamento é um escândalo, diz FHC em vídeo

Ex-presidente critica decisão de Comissão Especial da Câmara e faz um apelo para que o parlamento não aceite a revogação

SÃO PAULO - Ao contrário do investidor da Forjas Taurus (FJTA4), quem não está nada feliz com a revogação do estatuto do desarmamento é o ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso. "Eu faço um apelo, que se recuse essa votação que houve da Comissão Especial e que o parlamento mantenha o estatuto do desarmamento", diz o tucano em vídeo gravado nesta quarta-feira (28) e divulgado no YouTube. 

Ontem, o texto que revoga o estatuto foi aprovado por 19 votos a 8, mas a comissão ainda precisa analisar os destaques apresentados, o que deve ocorrer na próxima terça-feira (3). Se for aprovado como está, o estatuto assegura que todos os cidadãos, a partir de 21 anos, possam portar armas para defesa própria e do patrimônio. O texto prevê ainda que mesmo que o indivíduo responda a inquérito policial ou processo criminal, para portar uma arma, basta que ateste com documentos e laudos ter capacidade técnica e psicológica para tal. 

"O estatuto do desarmamento foi uma conclusão política feita com a sociedade e teve efeitos: reduziu o número de mortes. Que já é absurdo, continua sendo absurdo. Como é que vamos agora derrubar este estatuto e permitir que pessoas, até criminosos, tenham legitimamente armas?", se pergunta FHC. 

Veja o vídeo em que Fernando Henrique critica a decisão do Congresso de revogar o estatuto do desarmamento:

Dilma completa 1 ano de mandato: como foi o desempenho de Bolsa dólar e mais 36 ativos? Deixe o email abaixo e confira:


Contato