Em mercados

Avanço das reformas ajudará a consolidar inflação baixa, diz Ilan

"O Brasil precisa continuar no caminho de ajustes e reformas", afirmou ele

Ilan Goldfajn
(Marcelo Camargo/ Agência Brasil)

O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, disse nesta sexta-feira, 13, que o Brasil passou recentemente por "avanços estruturais significativos no plano econômico", mas a agenda de medidas e reformas precisa continuar, em especial o ajuste fiscal e a reforma da Previdência. As afirmações foram feitas durante palestra em evento do Insper e do Fundo Garantidor de Crédito (FGC) na capital paulista.

"O Brasil precisa continuar no caminho de ajustes e reformas", afirmou ele, ressaltando que essas medidas vão permitir a consolidação do ambiente de inflação baixa, e garantir a queda da taxa de juros estrutural e a recuperação sustentável da economia.

O discurso do presidente do BC nesta sexta em São Paulo foi concentrado na avaliação do sistema de garantias de depósitos e no risco moral, ou seja, a tomada de riscos excessivos por agentes quando sabem que possuem garantias.

"O balanço entre a geração de incentivo para tomada de risco excessivo versus o benefício da mitigação do risco sistêmico é uma questão chave nos sistemas de seguro depósito", disse ele.

Quer comprar ações e ainda pagar a menor corretagem do Brasil? Clique aqui e abra sua conta na Clear

 

Contato