Em mercados

De olho em eleição, Meirelles apresenta a Temer nomes para sucedê-lo na Fazenda

O economista deverá deixar o cargo até 7 de abril para tentar candidatar-se à presidência em outubro

Temer e Meirelles
(Beto Barata/PR/FotosPúblicas)

SÃO PAULO - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, apresentou no último domingo (11) ao presidente Michel Temer duas sugestões de nomes para sucedê-lo no comando da pasta econômica: os secretários Mansueto Almeida (Acompanhamento Fiscal) e Eduardo Guardia (Executivo). As informações são do site do jornal Folha de S.Paulo.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

O economista deverá deixar o cargo até 7 de abril para tentar candidatar-se à presidência em outubro. Segundo a publicação, o movimento mais assertivo de Meirelles, contudo, não define sua candidatura ao Palácio do Planalto. O presidente Michel Temer ainda não garantiu que o ministro poderá concorrer à sua sucessão pelo MDB.

O ministro hoje é filiado ao PSD, mas Gilberto Kassab já praticamente fechou as portas à seus planos presidenciais. Com isso, espera-se que Meirelles tente espaço no MDB. Mas o ministro também teme que, depois de deixar o cargo e viajar o país em campanha, o presidente decida tentar a reeleição.

Do lado da sucessão no Ministério da Fazenda, além dos dois nomes apresentados por Meirelles, corre por fora o ministro do Orçamento, Planejamento e Gestão, Dyogo Oliveira. Para o mercado, esta não seria a opção mais palatável. Contudo, Oliveira conta com maior simpatia no mundo político.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

Contato