Em mercados

Maduro projeta vitória em eleição e diz que Venezuela teve um 2017 heroico

Discurso foi proferido durante prestação de contas à Assembleia Constituinte

Nicolás Maduro
(Reuters)

SÃO PAULO - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou, na noite da última segunda-feira (15), que 2017 foi um ano heroico para o país e projetou uma nova vitória da revolução bolivariana nas eleições presidenciais. O discurso foi proferido durante prestação de contas à Assembleia Constituinte.

"2017 ficará marcado como ano heroico, o ano da recuperação da consciência e das forças majoritárias da revolução", disse Maduro aos membros da Constituinte -- não reconhecida pela comunidade internacional nem pela oposição ao governo chavista.

O mandatário acredita no êxito do movimento criado pelo ex-presidente Hugo Chávez no próximo pleito. Maduro, contudo, acredita que a oposição estaria "tramando uma jogada para se retirar das eleições presidenciais".

Ainda em seu discurso, o presidente venezuelano disse que a pobreza extrema no país se manteve em 4,4% no ano passado e que o desemprego caiu de 7,5% para 6%. Maduro também disse que mais de 1,93 milhão de casas populares foram entregues pelo programa Misión Vivienda.

Contato