Em mercados

IPC-Fipe sobe 0,05% na 1ª quadrissemana de setembro

Alimentação foi o grupo que apresentou maior desaceleração

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,05% na primeira quadrissemana de setembro, perdendo força em relação ao aumento de 0,10% verificado no fechamento de agosto, segundo dados publicados há pouco pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

No início deste mês, aprofundaram deflação ou perderam força os grupos Alimentação (de -1,33% em agosto para -1,49% na primeira quadrissemana de setembro), Transportes (de 1,58% para 1,26%), Saúde (de 0,90% para 0,74%) e Vestuário (de -0,18% para -0,21%).

Por outro lado, houve aceleração nos grupos Habitação (de 0,72% para 0,84%) e Educação (de 0,04% para 0,05%). Já Despesas Pessoais caíram em ritmo mais contido na primeira leitura de setembro, de 0,44%, após registrarem queda de 0,52% em agosto.

Veja abaixo como ficaram os itens que compõem o IPC-Fipe na primeira quadrissemana de setembro:

- Habitação: 0,84%

- Alimentação: -1,49%

- Transportes: 1,26%

- Despesas Pessoais: -0,44%

- Saúde: 0,74%

- Vestuário: -0,21%

- Educação: 0,05%

- Índice Geral: 0,05%

Economia brasileira - Bloomberg
(Dado Galdieri)

Contato