Em mercados

Senado aprova indicações de Souza e de Moura para diretoria do BC

Servidor de carreira, Souza está no BC desde 1998, já tendo passado, em diferentes funções, pelo Desup, pelo Departamento de Gestão Estratégica, Integração e Suporte da Fiscalização (Degef) e, mais recentemente, novamente pelo Desup

O plenário do Senado Federal aprovou nesta terça-feira, 12, as indicações de Paulo Sérgio Neves de Souza e Maurício Costa de Moura para duas diretorias do Banco Central (BC).

Com isso, Paulo Sérgio Neves, que desde agosto de 2015 ocupa a chefia do Departamento de Supervisão Bancária, poderá assumir o cargo de diretor de Fiscalização, no lugar de Anthero de Moraes Meirelles. Já Maurício Costa de Moura, que desde 2015 vinha ocupando o cargo de chefe de gabinete do presidente da instituição, ocupará o cargo de diretor de Administração do BC, no lugar de Luiz Edson Feltrim.

Servidor de carreira, Souza está no BC desde 1998, já tendo passado, em diferentes funções, pelo Desup, pelo Departamento de Gestão Estratégica, Integração e Suporte da Fiscalização (Degef) e, mais recentemente, novamente pelo Desup. Ele é bacharel em Ciências Econômicas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC) e tem MBA Executivo na área de Risco pela Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (Fipecafi)/Universidade de São Paulo (USP).

Também servidor de carreira, Moura trabalha no BC desde 2003, já tendo passado, em diversas funções, pelo Departamento de Supervisão de Bancos e Conglomerados Bancários (Desup), pelo Departamento de Monitoramento do Sistema Financeiro (Desig), pela Diretoria de Organização do Sistema Financeiro e de Resolução (Diorf) e, mais recentemente, pela chefia de gabinete.

Senado
(Marcos Oliveira/Agência Senado)

Contato