Em mercados

Medidas do BC estimulam crédito amplo e de custo competitivo, diz Trabuco

"O tempo das balas de prata ficou para trás. A prioridade é persistir no tripé formado pelas metas de inflação, câmbio flutuante e gestão responsável das contas públicas", destaca o presidente do Bradesco

O presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi, acredita que as medidas anunciadas nesta terça-feira, 20, pelo Banco Central serão a essência da construção de um mercado de crédito amplo e de custo competitivo no Brasil. Acrescenta ainda, em nota ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, que a equipe econômica merece apoio não só pelas teses que defende, mas também pelas entregas que tem feito na prática.

"A retomada do crescimento será o resultado de uma decolagem segura e suave. O tempo das balas de prata ficou para trás. A prioridade é persistir no tripé formado pelas metas de inflação, câmbio flutuante e gestão responsável das contas públicas", destaca o presidente do Bradesco.

O BC anunciou hoje medidas, algumas já divulgadas pelo governo na semana passada, que formam o que o regulador batizou de "Agenda BC+". Está amparada em quatro pilares e não necessariamente todas as iniciativas terão efeito no curto prazo: mais cidadania financeira, legislação mais moderna, sistema financeiro nacional mais eficiente e crédito mais barato. Algumas medidas, explicou mais cedo o presidente do BC, Ilan Goldfajn, serão detalhadas em breve.

Luiz Carlos Trabuco
(Bloomberg)

Contato