Preços do aço na China caem para perto de mínima histórica

Contratos futuros da commodity cedem à medida que a desaceleração na economia do país afeta a demanda
Por Mariana Mandrote  
a a a

SÃO PAULO - Os futuros do aço na China ampliaram perdas nesta quinta-feira para perto de uma mínima histórica, à medida que a desaceleração na economia do maior produtor e consumidor do produto afeta a demanda, com operadores esperando valores ainda menores nas próximas semanas.

O contrato mais ativo do vergalhão no mercado futuro de Xangai caiu para uma mínima intradia de 3.663 iuan (580 dólares) por tonelada, perto de uma mínima recorde de 3.652 iuan registrada em 23 de julho.

O contrato fechou em baixa de 0,9 por cento, a 3.670 iuan.

"A demanda por vergalhões está muito fraca, e os traders do mercado físico não são capazes de encontrar compradores", disse Dai Xianghui, um analista em Pequim.

"Eu acredito que os preços do vergalhão cairão para 3.500 iuan nas próximas semanas."

Os compradores estão retraídos à medida que as atividades de construção são reduzidas no verão. Os preços também são pressionados porque compradores estão céticos sobre os esforços de Pequim para impulsionar a economia.

As incerteza nos preços do aço continuam a pesar sobre o mercado de minério de ferro.

O preço à vista do minério na China está em 117,40 dólares por tonelada, perto de uma mínima de 30 meses.

"Umas poucas siderúrgicas, que mantiveram seus estoques em níveis baixos, mostraram algum interesse de compra, mas elas querem preços mais baixos, então as transações não estão ganhando ritmo", afirmou um trader no norte da China.

Deixe seu comentário