Em mercados / cambio

Como a decisão do Fed pode definir se o dólar vai voltar para R$ 4,00 ou não

Evento desta quarta-feira deve definir o rumo do câmbio para o resto deste ano

Dólar
(Shutterstock)

SÃO PAULO - O evento mais importante da semana ocorre nesta quarta-feira (13) e todo o mercado estará atento ao que o Fomc (Federal Open Market Committee) irá decidir sobre a taxa de juros, fato que deve definir o rumo do dólar para o resto deste ano e se podemos ver a moeda de volta aos R$ 4,00.

Às 15h (horário de Brasília, o comitê de política monetária dos Estados Unidos deve anunciar uma nova alta de 25 pontos-base nos juros, para o intervalo entre 1,75% e 2,0% ao ano, algo já precificado pelo mercado. Porém, o que irá atrair as atenções do mercado será o relatório atualizado de projeções - o chamado gráfico de pontos - e a coletiva do presidente da autoridade, Jerome Powell, às 15h30.

Pelo quadro atual, bastará um único membro mudar de ideia (de 3 para 4 altas) que a mediana do Fed irá mudar, levando a uma reprecificação de todo o mercado, que hoje vê apenas 3 altas para este ano. Caso essa mudança ocorra, o câmbio deverá sofrer uma forte pressão, tendendo a subir forte já nesta quarta.

Basicamente, com os juros mais altos nos EUA, os investidores começam a migrar seus investimentos para ativos mais seguros, e não há nada mais seguro no mercado do que o títulos da dívida norte-americanos, os Treasuries. Essa "corrida" eleva a demanda por dólar, e, como consequência, o preço também sobe.

Esta tensão sobre o futuro dos juros nos EUA é um dos principais fatores que tem levado o dólar a subir forte no mundo todo (entenda melhor clicando aqui) e a decisão desta quarta deve cravar se veremos 3 ou 4 altas. O alívio gerado no mercado nos últimos dias com aumento da atuação do Banco Central pode até ser apagado dependendo do que for dito após o encontro, deixando a autoridade brasileira sem força para segurar um novo rali nos preços. Assim, se o Fed sinalizar um aperto monetário mais forte, a divisa americana pode voltar aos R$ 4. 

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

Contato