Em mercados / cambio

Forex: entenda o mercado onde pode-se ganhar 100% em minutos

Como a volatilidade é muito maior que o normal, o mercado de Forex tende a "fascinar" os iniciantes com promessas de lucro com pouco investimento

SÃO PAULO - Muito popular no exterior, o Forex (abreviação para Foreign Exchange Market), a negociação de moedas, é uma modalidade de investimento em crescimento no mercado brasileiro - já que permite fortes ganhos em matéria de minutos, por ser tradicionalmente muito volátil e com as corretoras tendem a permitir uma grande alavancagem. Ainda não regulamentado no Brasil - o que faz com que os investidores interessados procurem corretoras no exterior -, esse mercado permite aos seus participantes ganhos em grandes proporções de em poucos minutos - ou perca tudo, caso não opere direito.

Antonio Montiel, head da área de gerenciamento de risco da MSCI, sócio da Escola de Operadores e co-autor do livro "Forex: aprenda a investir de maneira responsável, como um profissional", alerta: como a volatilidade é muito maior que o normal, o mercado de Forex tende a "fascinar" os iniciantes com promessas de grandes lucros com pouco investimento, graças a alta alavancagem, que pode chegar até a 400 vezes o valor investido.

E é justamente essa alavancagem que torna o mercado tão volátil assim - o que pode criar armadilhas para os investidores menos atentos. "Se a pessoa investir US$ 1.000, ela vai poder operar um lote de US$ 100 mil em uma operação com alavancagem de 100 vezes, bem comum neste mercado. Isso significa ganho de US$ 10 por cada PIP (milhonésimo de dólar). Parece tentador, mas entenda que eles está operando mais de US$ 100 mil tendo apenas US$ 1.000 ", afirma. 

Se a operação der errado, as perdas são tão fortes quanto - e eventualmente, todo investidor terá resultados negativos em algumas de suas operações. "Só existem dois tipos de pessoas que nunca perdem no mercado financeiro: os que não operam e os mentirosos", brinca Montiel, alertando para a possibilidade de que esse desconhecimento quebre muitos investidores.

"Neste ramo é fundamental saber operar da maneira mais profissional possível, sempre calculando o risco e retorno de cada operação e sempre operar com stop loss e limite, afinal a volatilidade é muito alta e você nunca sabe quando algum desastre pode acontecer", destaca o executivo da MSCI. E no mercado de Forex, qualquer notícia e indicador mexem costumam mexer com as moedas.

O ideal é realizar operações curtas
Por conta da grande volatilidade, Montiel acredita que o ideal no Forex é realizar operações curtas, de day trade - operando cerca de 2 a 5 milésimos de dólar. Mas não tão rápido: Montiel indica operações de poucos minutos apenas para "profissionais que entendem os riscos e sabem o que estão fazendo, já que isso exige um perfil psicológico mais equilibrado", diz Montiel.

Realizar operações longas, de anos, em mercado cambial é tradição apenas do Banco Central - que tem fortes mesas de operações para conseguir direcionar a relação do real com outras moedas estrangeiras, além de possuir grandes reservas em moedas estrangeiras, podem ser vendidas a qualquer momento. "Até empresas e bancos realizam operações mais curtas por aqui, que duram semanas ou meses", afirma.

Não é proibido no Brasil
É válido lembrar que operar o Forex não é algo propagado no Brasil, já que as corretoras nacionais não são permitidas a distribuir esse tipo de investimento. Mas é permitido que todo brasileiro mantenha investimentos no exterior, que podem estar em forma de forex. Para entrar no mercado, portanto, precisa-se ter uma corretora no exterior.

"Você deve realizar a transfência do dinheiro para uma corretora no exterior, de preferência em países que tenham uma regulamentação sólida a respeito, como nos EUA ou no Reino Unido", avisa Montiel. Por fim, o investidor precisa declarar os impostos devidos quando retornar o capital para o Brasil.

Antonio Montiel
(Divulgação)

Contato