Em mercados / bitcoin

Poder do blockchain: empresa de chá gelado "abraça" tecnologia e dispara 200% na bolsa

A Long Island Iced Tea Corp afirmou nesta quinta-feira que passará a se chamar Long Blockchain Corp

Chá Gelado
(Shutterstock)

SÃO PAULO - Apesar dos debates no mundo todo sobre o bitcoin, uma coisa é inegável, existe sim um cenário de euforia exagerada neste mercado, e hoje uma ação na bolsa de Nova York provou esta "mania". A Long Island Iced Tea Corp afirmou nesta quinta-feira (21) que passará a se chamar Long Blockchain Corp, e como resultado viu suas ações subirem 200% na bolsa.

O fabricante de bebidas da Farmingdale, com sede em Nova York, disse em um comunicado que "está mudando seu principal foco corporativo para a exploração e o investimento em oportunidades que aproveitam os benefícios da tecnologia blockchain". A empresa, no entanto, ainda vai fazer chá gelado e outras bebidas, disse.

Até quarta-feira, a empresa tinha um valor de mercado de apenas US$ 23,8 milhões. Nos 12 meses que terminaram em setembro, a companhia teve cerca de US$ 5 milhões em vendas, de acordo com o FactSet.

Um ganho de 450%, alta que chegou a negociar no pré-market, com 9,76 milhões de ações em circulação, de acordo com a FactSet, ainda daria à empresa um valor de mercado de apenas cerca de US$ 138 milhões, algo muito pequeno para os padrões de Wall Street.

A empresa disse que "pretende solicitar que a Nasdaq altere seu símbolo comercial em conexão com a mudança de nome" e já reservou o domínio da web "www.longblockchain.com". Este já é o segundo caso de uma empresa de bebidas que dispara no mercado por conta de rumores sobre o blockchain e bitcoin.

Contato