Em mercados / acoes-e-indices

Duas ações que viveram pesadelo em março, mas seguem como grandes apostas na bolsa para 2017

O gestor João Braga, da XP Gestão, que participou nesta terça-feira do Especial Setores do 2° Semestre, explicou o motivo que o fez manter a aposta no setor de saneamento básico após grande turbulência no início do ano e por que elétricas devem ficar no radar dos investidores nos próximos meses

SÃO PAULO - O InfoMoney deu continuidade nesta terça-feira (11) ao "Especial Setores do 2° Semestre" com análises das elétricas e empresas de saneamento básico. Os comentários e perspectivas ficaram por conta do gestor João Braga, da XP Gestão, que administra atualmente mais de R$ 9 bilhões em ativos.

Segundo o gestor, as elétricas passam por um "bull market regulatório" e devem ficar no radar dos investidores ao longo do 2° semestre de 2017. No setor, ele prefere exposição via Transmissão Paulista (TRPL4), uma das maiores posições do fundo que administra na XP Gestão, o XP Long Biased, citando expectativas por uma resolução na RBSE, indenização por ativos não amortizados anteriores a maior de 2000. Para ele, a ação está muito barata em bolsa por conta desse litígio e, quando for resolvido, pode destravar um valor enorme para a ação. 

Já sobre o setor de saneamento, ele comentou sobre a turbulência no case de Sanepar e Copasa - consideradas como as grandes apostas de 2017, mas que foram abaixo no começo do ano, após o processo de revisão tarifária da primeira decepcionar o mercado. Apesar das reviravoltas no case, ele diz que segue com exposição em Sanepar, acreditando que, no pior cenário, a ação deveria valer R$ 16,00 - um potencial de ganhos de mais de 50% frente ao patamar atual; enquanto Copasa - que, apesar do temor do mercado, trouxe boas surpresas no seu processo de revisão no final de junho - aparece como uma das maiores apostas do fundo, citando que a ação também ficou muito barata depois de todo o barulho da revisão da Sanepar.    

"É um nível tão barato que eu acho que muito investidor jogou o corpo fora. Falou: eu não quero em nenhum preço. Mas nós não somos assim. Se está muito barata nós compramos, porque pensamos no longo prazo e acreditamos que lá na frente esses preconceitos vão se dissipando e o valor real que vemos vai para os preços da ação. Vemos um potencial bom de valorização", explicou. 

O programa foi ao ar nesta terça-feira às 15h (horário de Brasília) na InfoMoneyTV

Clique aqui e veja as últimas análises do Especial Setores do 2° semestre

Veja abaixo a íntegra do programa desta terça-feira:

BLOCO 1 - A "graça" da Transmissão Paulista: uma ação barata que tem grande potencial de valorização pela frente

 

BLOCO 2: Duas ações que viveram pesadelo em março, mas seguem como grandes apostas na bolsa para 2017

 

O Infomoney dá continuidade na próxima quarta-feira (12) ao "Especial Setores do 2° Semestre" com análises das ações dos bancos, Cielo e B3 - união entre a BM&FBovespa e Cetip, a a partir das 14h (horário de Brasília) na InfoMoneyTV.

Contato