Em mercados / acoes-e-indices

Caixa e BNDES já perderam R$ 3 bi com a JBS: veja a evolução da participação dos dois no frigorífico

Dados mostram que o máximo que BNDES e Caixa chegaram de participação foi 34,27%, no fim de 2015, passando a cair desde então para atuais 26,24%

SÃO PAULO - Os dois maiores acionistas da JBS (JBSS3) fora do grupo FB Participações, BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e Caixa Econômica Federal perderam R$ 3,035 bilhões em apenas 6 dias com o escândalo sobre a delação premiada dos donos do frigorífico, Joesley e Wesley Batista.

Um levantamento feito pela consultoria Economatica mostra a evolução da participação das duas empresa na JBS. Os dados mostram que o máximo que BNDES e Caixa chegaram de participação no frigorífico foi 34,27%, no fim de 2015, passando a cair desde então para atuais 26,24% (veja o gráfico abaixo).

Considerando o fechamento de 16 de maio - antes do escândalo e após a divulgação do resultado -, a participação do BNDES era de R$ 6.278.814.880 em ações da JBS, valor que caiu R$ 2.466.121.840 até o fim da sessão de terça-feira (23), para R$ 3.809.693.040. Já no caso da Caixa, no mesmo período, o valor passou de R$ 1.448.604.700 para R$ 879.366.160, uma perda de R$ 569.238.540.

Veja a evolução da participação de BNDES e Caixa na JBS:

A consultoria também compilou as outras empresas que o BNDES possui participação e calculou quanto o banco de desenvolvimento está ganhando ou perdendo com cada uma em 2017. A Economatica ressalta ainda que os dados foram coletados do formulário de referência encaminhado à CVM pelas próprias companhias e que o BNDES pode ter participações menores que 5% que não foram informadas.

Já a Caixa tem participação em cinco empresas listadas em bolsa, que somam uma queda de valor de mercado dos investimentos em 2017 de R$ 1,35 bilhão, ou menos 20,3%. A maior queda em valor de mercado é da JBS, seguida pela Petrobras. Confira os dados:

BNDES e Caixa na JBS
(Economatica)

Contato