Por Paula Barra Em mercados / acoes-e-indices  20 abr, 2017 21h21

Petrobras eleva preços dos combustíveis, Vale anuncia dividendos de R$ 4,7 bilhões e mais 3 destaques

Confira o que foi destaque após o fechamento do pregão desta quinta-feira

Por Paula Barra Em mercados / acoes-e-indices  20 abr, 2017 21h21

SÃO PAULO - O noticiário corporativo ganhou destaque ao final do pregão desta quinta-feira (20), com notícias de 5 empresas. Entre elas, estão o anúncio da Petrobras de reajuste de preços de combustíveis, os dividendos de R$ 4,67 bilhões da Vale e os dados operacionais da Eztec, que mostraram uma queda de 66,7% nas vendas líquidas da empresa no primeiro trimestre, na comparação anual. 

Confira abaixo os destaques do after market desta quinta-feira:

Petrobras (PETR3; PETR4)
A Petrobras decidiu nesta quinta-feira aumentar o preço do diesel nas refinarias em 4,3% e o da gasolina em 2,2%, em média, a partir de sexta-feira. "A decisão é explicada principalmente pela elevação dos preços dos derivados nos mercados internacionais desde a última decisão de preço, que mais que compensou a valorização do real frente ao dólar...", disse a estatal em nota. Câmbio e preços internacionais do petróleo e derivados estão entre as principais variáveis avaliadas pela Petrobras para decidir sobre o tema.

Segundo a Petrobras, a decisão também levou em conta ajustes na competitividade da empresa no mercado interno. A Petrobras reafirmou também a sua política de revisão de preços pelo menos uma vez a cada 30 dias.

Além disso, a estatal informou que recebeu de seu acionista controlador, a União, pedido de substituição de candidatos para o conselho fiscal da companhia. As eleições irão ocorrer em assembleia geral ordinária (AGO) marcada para 27 de abril. O Ministério de Minas e Energia formalizou a substituição de Luiz Navarro de Britto Filho por Eduardo Cesar Pasa para o cargo de conselheiro fiscal titular. Além disso, o Ministério da Fazenda formalizou a substituição da indicação de Paulo José dos Reis Souza por José Franco Medeiros de Morais como suplente. 

Vale (VALE3; VALE5)
A Vale aprovou nesta quinta-feira o pagamento de R$ 4,67 bilhões em dividendos, correspondentes a R$ 0,905571689 por ação ON e PN em circulação no mercado. São elegíveis a receber a remuneração detentores de ações da mineradora no Brasil em 20 de abril; e detentores de ADRs (American Depositary Receipts) na Nyse e na Euronext Paris em 26 de abril. O pagamento será realizado a partir de 28 de abril. 

Além disso, a agência de classificação de risco S&P revisou a perspectiva do rating global da Vale - atualmente "BBB" - de estável para positiva, refletindo, principalmente, os esforços da mineradora para reduzir sua dívida. 

Eztec (EZTC3)
As vendas líquidas da Eztec caíram 66,7% no primeiro trimestre deste ano, na comparação anual, indo para R$ 9 milhões, segundo prévia operacional divulgada após o fechamento deste pregão. Em relação ao quarto trimestre do ano passado, a retração foi de 78,1%. A empresa fechou o período com vendas brutas de R$ 114 milhões e distratos de R$ 105 milhões. 

Alpargatas (ALPA4)
A empresa de calçados e vestuário Alpargatas anunciou hoje que seu conselho de administração autorizou convocar assembleias de acionistas para decidir sobre migração da companhia para o segmento listagem Novo Mercado da Bovespa. Segundo a companhia, envolverá a conversão de todas as ações preferenciais da companhia em ordinárias, na proporção de 1,3 preferencial para uma ordinária. A Alpargatas teve o controle comprado em dezembro de 2015 pela J&F, holding de investimentos que também controla a empresa de alimentos JBS, por 2,7 bilhões de reais.

CCR (CCRO3)
O grupo de concessões CCR informou que concluiu nesta quinta-feira a aquisição de fatia de 15% que a Odebrecht Transport Participações detém na ViaQuatro. Segundo a companhia, a conclusão acontece depois da assinatura do quarto aditivo ao acordo de acionistas e do cumprimento das condições precedentes previstas no contrato. A operação foi anunciada pela empresa em 9 de março e o valor do negócio é de R$ 171,1 milhões. 

Petrobras - Bloomberg
(Bloomberg)

Contato