Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa sobe forte e dólar cai com mercado digerindo reais efeitos da Operação Carne Fraca

Contudo, o cenário segue de cautela, com grandes mercados anunciando restrições à carne brasileira após Operação da PF deflagrada na sexta

SÃO PAULO - O Ibovespa prometia mais uma sessão de queda após a derrocada de 2,39% na sexta-feira, com a continuidade do movimento de baixa das ações da JBS e BRF, que chegaram a cair 10% em meio à deflagração da Operação Carne Fraca. Porém, o movimento de queda não se sustentou e o benchmark da Bolsa registra forte alta logo no início da tarde, com o índice tendo ganhos de 0,90%, a 64.785 pontos às 12h22, enquanto o dólar virou para queda, com o contrato futuro com vencimento em abril em baixa de 0,34%, a R$ 3,0943 e o dólar comercial registra baixa de 0,58%, a R$ 3,0829. 

O início da sessão foi de cautela para os mercados, com o dólar em alta e a bolsa em baixa, em meio aos receios de efeitos da operação sobre exportações brasileiras. Contudo, a percepção é de que o governo busca limitar o efeito negativo junto a parceiros comerciais. Além disso, as ações de empresas que haviam caído na sexta "contaminadas" pela aversão ao risco com a operação Carne Fraca passaram a subir, caso de blue chips como Vale, Petrobras e bancos

Ainda sobre o dólar, o mercado fica de olho na perspectiva de ingresso de recursos no país após o leilão de aeroportos em meio à sinalização de que os juros não devem subir além do esperado nos Estados Unidos.

Porém, os investidores devem ficar atentos aos novos anúncios.  A Reuters informou que União Europeia vai barrar qualquer empresa envolvida no escândalo da carne do Brasil. A China suspende temporariamente importação de carne do Brasil, segundo fontes da Bloomberg, enquanto Reuters informa que Coreia do Sul barrou temporariamente produtos de frango da BRF. Ontem, o governo Temer fez reuniões de emergência com ministros e frigoríficos, além de ter jantado com embaixadores em churrascaria neste domingo, tentando acalmar os temores sobre a qualidade da carne após a operação da PF. O Bradesco BBI vê um impacto de 15% no Ebitda em 2017, enquanto a Folha destacou o impacto da Carne Fraca para a oferta de ações. (veja mais detalhes clicando aqui). 

Além disso, contribuindo para o movimento negativo da manhã, estava a notícia sobre o o desdobramento da reunião do G-20 no último final de semana, após a retirada do trecho sobre combate ao protecionismo da declaração do grupo das maiores potências econômicas mundiais, o que aumentou os temores de maiores barreiras ao comércio global.

Já na pauta econômica, vale destacar a notícia do Estadão de que, por exigência do Tribunal de Contas da União (TCU), o governo deverá ser obrigado a anunciar um "supercorte" inicial do Orçamento e calibrar o valor ao longo do ano de acordo com um cronograma de medidas de aumento de receita. Os números ainda preliminares apontam que a tesourada pode ficar numa faixa entre R$ 60 bilhões e R$ 65 bilhões, a depender das decisões que serão tomadas nos próximos dois dias.

Por fim, em entrevista ao Financial Times, o presidente do Banco Central Ilan Goldfajn afirmou que a recuperação é impulsionada por política monetária flexível, reformas econômicas e micro-reformas. Ele destacou que o Brasil está voltando ao normal e o PIB começa a se recuperar no primeiro trimestre deste ano; o presidente do BC vê o PIB crescendo até 3% no quarto trimestre deste ano. 

Destaques da Bolsa
Além de JBS e BRF em destaque, chama a atenção também as ações da Petrobras, que viraram para ganhos após abrirem em queda em meio ao dia de baixa do petróleo. O WTI cai 1,52%, a US$ 48,04, enquanto o brent tinha desvalorização de 1,06%, a US$ 51,21, em meio ao aumento das perfurações nos EUA. Apesar da queda do petróleo, a recuperação prevaleceu após as ações terem registrado uma forte queda na sexta, sendo contaminadas com a notícia sobre a Operação Carne Fraca. 

Ainda no mercado de commodities, o cobre e níquel caem em Londres, enquanto o minério de ferro em Dalian tem leve queda de 0,42%, e o de Qingdao tem baixa de 0,92%, a 712 iuanes. A Vale registra leves ganhos, com os papéis PNA em alta de 0,7%. 


As maiores altas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

C?d. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 ELET3 ELETROBRAS ON 19,88 +4,47 -12,85 9,18M
 FIBR3 FIBRIA ON 28,64 +3,36 -10,19 17,55M
 SANB11 SANTANDER BRUNT 32,11 +3,08 +13,41 9,85M
 SUZB5 SUZANO PAPELPNA 13,17 +2,65 -7,25 20,70M
 ESTC3 ESTACIO PARTON 15,59 +2,57 -1,33 7,24M

As maiores baixas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

C?d. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 MRFG3 MARFRIG ON 5,38 -3,93 -18,61 8,28M
 SBSP3 SABESP ON 30,95 -2,86 +7,50 25,58M
 CMIG4 CEMIG PN 11,28 -2,59 +46,30 38,93M
 BRFS3 BRF SA ON 36,18 -2,48 -25,02 462,91M
 SMLE3 SMILES ON ED 57,19 -1,26 +37,19 10,10M
* - Lote de mil a??es
1 - Em reais (K - Mil | M - Milh?o | B - Bilh?o)




Blairo Maggi, Michel Temer e Marcos Pereira
(Presidência da República)

Contato