Em mercados / acoes-e-indices

CSN quer conselheiros na Usiminas; BTG vende sua fatia na Leader e mais 7 notícias

Confira os destaques do noticiário corporativo desta quarta-feira (13)

Usiminas CSN Gerdau Siderurgia Aço Siderúrgica Indústria Steel
(Reuters)

SÃO PAULO - Enquanto os mercados seguem de olho no noticiário chinês e na política, o noticiário corporativo segue movimentado por aqui. Veja os principais destaques desta quarta-feira (13): 

CSN
Dona de fatia acionária no capital da Usiminas, a CSN (CSNA3) encaminhou pleito ao Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) para a indicação de três representantes nos conselhos de administração e fiscal siderúrgica mineira, segundo informações do Valor Econômico. O novo conselho será escolhido dia 28; o argumento da CSN ao Cade, em petição recente, é que os representantes atuais dos minoritários na Usiminas não estão exercendo a contento seu papel - dever fiduciário.

Sobre a CSN, destaque ainda para a notícia de que a siderúrgica assinou um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) com o Inea (Instituto Estadual do Meio Ambiente). Pelo documento, a siderúrgica terá que realizar investimentos de R$ 178 milhões em adequações ambientais na Usina Presidente Vargas, em Volta Redonda, que devem estar concluídas até setembro de 2017. O órgão ambiental fluminense afirma que executou uma garantia bancária de R$ 13 milhões, no último dia 7, pelo descumprimento do TAC anterior.

Petrobras
O Tribunal Superior do Trabalho (TST) adiou o julgamento previsto para ontem de ações coletivas movidas por funcionários da Petrobras (PETR3;PETR4) que trabalham em áreas de risco e questionam o cálculo de suas remunerações, em um longo processo que aponta para uma vitória final dos petroleiros, segundo representante da categoria. O processo, no caso de uma vitória dos trabalhadores no TST, pode envolver pagamentos de até 11,5 bilhões de reais pela Petrobras, segundo estimativa da própria estatal. O presidente o TST, ministro Ives Gandra Filho, adiou a decisão devido ao horário tardio de encerramento da sessão e não informou quando a apreciação da matéria será retomada.

As ações foram motivadas pela instauração pela petroleira do instrumento de remuneração mínima de nível e regime (RMNR), em 2007. Desde então, funcionários que trabalham em áreas de risco, como plataformas, terminais e refinarias, argumentam que o cálculo de seus salários está feito de forma injusta. Os empregados requerem uma revisão da metodologia de apuração do complemento de RMNR. "Estamos confiantes que os trabalhadores vão ser contemplados com o que é de direito", declarou o diretor do Sindicado dos Petroleiros no Litoral Paulista, Marcelo Juvenal. A matéria vem sendo julgada há pelo menos cinco anos e alguns petroleiros já obtiveram vitórias individuais, disse o diretor.

 BM&FBovespa
A agência de classificação de risco Moody's manteve o rating Ba1 da BM&FBovespa (BVMF3), enquanto a perspectiva segue negativa. A ação de rating segue a notícia da fusão entre a Bolsa brasileira e a Cetip (CTIP3).  

Anima
A Anima (ANIM3) registrou a matrícula de 20,3 mil calouros de graduação presencial no primeiro semestre, uma queda de 24,1% em relação ao mesmo período de 2015, mas alta de 4,8% na base total de alunos, para 95,4 mil pessoas, número esse impactado pela compra da Sociesc, de Santa Catarina. Desconsiderando a compra, houve uma baixa de 8,3%. Segundo análise do BTG Pactual, os dados fracos reiteram preocupação com o curto prazo. 

BTG
O BTG Pactual (BBTG11) anunciou acordo para a venda das lojas Leader por um valor simbólico para a Legion Holdings, sociedade de investimentos fundada por Fábio Carvalho e especializada em reestruturação de empresas. "O valor do investimento da companhia na Leader não era relevante, conforme demonstrações financeiras auditadas da companhia referentes ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2015. A efetiva consumação da operação está sujeita a condições precedentes, incluindo a obtenção das aprovações regulatórias necessárias", destacou o banco em comunicado. 

Ainda sobre o BTG, segundo o Painel, da Folha de S. Paulo, o banco enfrenta processo na Justiça Eleitoral por suposta irregularidade em doação de 2014; a Receita Federal viu indícios de que o BTG Asset Management doou mais que o fixado em lei (2% do rendimento bruto) e o caso corre no TRE do Rio.

Segundo a colunista, foram R$ 5,2 milhões para PT, PMDB e DEM, sendo que a presidente Dilma Rousseff foi a única presidenciável a receber diretamente — R$ 1,25 milhão. O BTG diz que o processo decorre de um “equívoco na declaração ao TSE” e que respeitou as regras eleitorais.

EzTec
A incorporadora Eztec (EZTC3) prevê lançar mais três empreendimentos no primeiro semestre na cidade de São Paulo, embora ainda veja o cenário para o setor imobiliário de forma cautelosa e mantenha o foco na gestão de estoques e distratos. A decisão para colocar à venda novos empreendimentos ocorreu após o lançamento de empreendimento de alto padrão no bairro de Moema, em parceira com a Cyrela, em março. Em três semanas, 30 por cento dos apartamentos foram vendidos. Antes disso, a empresa havia ficado 10 meses sem disponibilizar novos produtos no mercado.

Do total de vendas já realizadas neste empreendimento, que tem apartamentos de 200 metros quadrados com cada metro custando 15 mil reais, cerca de 40 por cento foram à vista, acima do patamar tradicional de 5 por cento, segundo o diretor financeiro e de relações com investidores da Eztec, Emílio Fugazza. Patamares semelhantes ocorreram em outros momentos da economia brasileira, afirmou o executivo, mencionando os anos de 2002 e 2003, quando o mercado mostrava incertezas sobre a eleição de Luiz Inácio Lula da Silva.

De acordo com Fugazza, a Eztec fez este lançamento para testar o mercado de alto padrão no período em que o comprador tem mais dificuldade de entender o destino da política econômica do país e aproveita mais interesse das construtoras em oferecer descontos. Com o resultado alcançado até o momento, a companhia planeja lançar um novo edifício de alto padrão no Brooklin dentro de 40 dias. Há, ainda, mais dois empreendimentos previstos para os próximos meses, sendo um deles também no Brooklin e o outro na Vila Mascote, voltados para a média-alta renda. A Eztec tem mais projetos que poderão ser lançados ao longo de 2016, localizados nos bairros de Moema, Butantã e Aclimação, mas isso acontecerá conforme a companhia sentir confiança no mercado para isso.

Klabin e Suzano
O banco Scotiabank iniciou a recomendação para as ações da Klabin (KLBN11) a "new sector outperform", enquanto a Suzano (SUZB5) foi iniciada com "new focus stock".

Elétricas
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) promove hoje, na BM&F Bovespa, na capital paulista, leilão para contratação de serviço de transmissão de energia elétrica em 20 estados do país. Serão licitados 24 lotes de empreendimentos, com 6,5 mil quilômetros de linhas de transmissão, localizados nos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo e Tocantins.

A expectativa de investimentos é de R$ 12,2 bilhões. As instalações devem entrar em operação comercial no prazo de 36 a 60 meses a partir da data de assinatura dos contratos. A soma das Receitas Anuais Permitidas (RAP) máximas dos lotes é de R$ 2,5 bilhões. O concessionário vencedor terá direito ao recebimento, por 30 anos, da RAP pela prestação do serviço. A estimativa é que sejam gerados 27.640 empregos diretos. O leilão terá, futuramente, uma segunda etapa. O Ministério de Minas e Energia, a Empresa de Pesquisa Energética e o Operador Nacional do Sistema Elétrico resolveram pela retirada de parte de alguns lotes e reestruturação de outros, o que resultou na divisão do certame em duas etapas.

(Com Reuters e Agência Brasil)

Especiais InfoMoney:

Carteira InfoMoney rende 17% no 1º trimestre; 5 novos papéis entraram no portfólio de abril

Trader que perdeu R$ 285.000 com Telebras conta como deu a volta por cima

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa

Contato