Em mercados / acoes-e-indices

Operar na Bolsa através de robôs com apenas R$ 1 mil: isso já é possível

"Não é preciso muito dinheiro, mas sim uma estratégia bem definida para ter sucesso", diz Alexandre Wanderer, organizador do Congresso Nacional de Robôs e Algoritmos, que ocorrerá entre os dias 1 a 5 de dezembro

SÃO PAULO - Operar através de robôs pode não parecer tarefa fácil, mas com R$ 1 mil na conta e um conhecimento prévio do mercado isso já é possível. "Não é preciso muito dinheiro, mas sim uma estratégia bem definida para ter sucesso", diz Alexandre Wanderer, trader da Focalise que atua no mercado desde 2000 e organizador do Congresso Nacional de Robôs e Algoritmos, que ocorrerá entre os dias 1 a 5 de dezembro. 

Para ele, que largou as empresas que possuía no ramo de tecnologia para viver apenas de trade há dois anos, essa foi a melhor opção. "A vida de trader é bastante exaustiva. Estava me tomando de 12 a 14 horas por dia. Precisava achar uma alternativa para ter mais liberdade e deixar de envolver meu emocional nas operações, a partir deste momento comecei a desenvolver robôs para trabalharem a meu favor", disse Wanderer, que atualmente realiza 100% de suas operações automatizadas.

Wanderer explica que, para o investidor que está interessado em também fazer essa migração, ele precisa primeiramente ter uma conta na corretora. Depois disso, os passos são apenas técnicos: configurar a plataforma e fazer a escolha do sinal que deseja para operar. 

Para ele, um dos principais benefícios de operar dessa forma é ter absoluta disciplina. "Ele entra e sai dos trades quando precisa. Muitas vezes não temos coragem de sair de uma operação quando precisamos e com o robô não tem esse problema, deixamos de lado a questão emocional", explica. 

O problema é que essa opção ainda é muito nova no Brasil. São poucos os traders que operam dessa forma. Isso porque ainda há cerca carência de plataformas eletrônicas para investidores individuais e também por conta da legislação que impedia, mas agora já está mudando. A CVM (Comissão de Valores Mobiliários) passou a aprovar novos níveis do chamado Acesso Direto ao Mercado, que facilitam o acesso direto do investidor aos ambientes de negociação da Bolsa. Antes operar via robôs era uma opção restrita aos grandes bancos, comenta. 

Para quem quer se tornar trader e se sente pronto para experimentar o day trade, essa pode ser uma opção interessante. Embora a prática não seja tão comum no Brasil, nos Estados Unidos, por exemplo, 75% das operações são realizadas dessa forma. Segundo Wanderer, com R$ 1 mil já é possível investir dessa forma. 

"Para quem está começando a investir através de robôs, o aconselhável é começar com pouco dinheiro mesmo. Primeiramente, se acostumar com os ganhos e perdas e ver se aquele é o seu perfil. Existem vários tipos de sinal para os robôs, a pessoa tem que escolher o que melhor se ajusta a ela. Tem robôs para perfil mais agressivo ou para aqueles que já são mais cometidos", exemplifica. 

Segundo Wanderer, ele começou a operar no mercado com R$ 10 mil e quando passou a investir através de robôs reduziu para R$ 5 mil e foi aumentando gradativamente. Atualmente, ele opera um volume financeiro em torno de R$ 300 mil. Seus robôs operam desde 1 contrato de índice e/ou dólar até 30 contratos, dependendo do andamento do mercado, comentou. Por dia, ele costuma realizar de 1 a 40 operações. 

Além de trader, Wanderer vai promover na próxima semana o Congresso Nacional de Robôs e Algoritmos. Caso deseje conhecer mais sobre o assunto, basta clicar aqui para se inscrever no evento. Entre os palestrantes, estão Kevin Davey, campeão mundial de traders, que gerou retorno anual de 3 dígitos (mais de 100%) por três anos consecutivos no campeonato operando com algoritmos, e Shaun Overton, especialista em robôs no mercado internacional desde 2005 e uma das maiores referências em desenvolvimento de algoritmos em Meta Trader e Ninja Trader. 

Se você quer aproveitar as oportunidades que Bolsa está apresentando, clique na imagem abaixo e assista a um curto vídeo onde o analista André Moraes compartilha 3 dicas que podem fazer toda a diferença na hora de operar!

As 3 Dicas Que Eu Gostaria De Ter Recebido Quando Comecei na Bolsa

Contato