Em mercados / acoes-e-indices

Eike pode vender fatia da OGX; Abilio é indicado à presidência da BRF

Também chama atenção a compra da Vigor pela mineira Itambé; Profarma forma joint venture com Nutrilatina

Eike Batista 3
(Divulgação)

*Atualizado às 09h04 (horário de Brasília)

SÃO PAULO - Após um dia negativo nos mercados, esta sexta-feira (22) inicia com uma indicação de leve recuperação das principais bolsas acionárias do mundo, mesmo após a divulgação do PIB (Produto Interno Bruto) ajustado final da Alemanha, que caiu 0,6% no quarto trimestre ante o terceiro. 

Por aqui, além da temporada de balanços corporativos, ganha destaque nesta sessão a notícia de que o empresário Eike Batista pode vender participações em blocos petrolíferos da sua empresa OGX Petróleo (OGXP3) para a Petronas - petrolífera estatal da Malásia. Os papéis da companhia dispararam nos minutos finais do pregão da véspera, quando saiu a notícia, e fecharam em alta de 12,75%, indo para R$ 3,60 - sua maior alta desde 27 de julho. 

Ele também pode estar se preparando para vender uma participação de sua unidade de energia elétrica MPX (MPXE3) para a empresa alemã E.ON, conforme apontavam rumores de mercado dos últimos dias. 

Abilio é indicado para presidência do conselho da BRF
Por sua vez, o empresário Abilio Diniz foi indicado ontem, em reunião extraordinária da BRF (BRFS3), para ocupar a presidência do conselho da companhia. Em nota, Abilio agradeceu a "confiança dos acionistas" e mostrou-se honrado com sua indicação para o cargo, num dos maiores players globais do setor de alimentos. 

A chapa única indicada por maioria - por oito votos a dois - precisa ser aprovada em assembleia de acionistas da BRF a ser realizada dia 9 de abril. 

Vigor compra Itambé
A Vigor (VIGR3), empresa de laticínios do grupo J&F, assinou na noite de ontem a compra da Itambé, cooperativa mineira que fatura cerca de R$ 2 bilhões. O negócio deve ser anunciado ainda hoje. A J&F, que também controla a JBS (JBSS3), pagou R$ 410 milhões por 50% das ações. 

Um acordo dá à empresa o direito de escolher presidentes e diretores. Na prática, a Vigor controlará a Itambé. Com o acordo, a dívida da Itambé cai de 5,3 vezes sua geração de caixa para 1,3 vez.

Profarma forma joint venture com Nutrilatina
A distribuidora de medicamentos Profarma (PFRM3) anunciou uma joint venture com a Nutrilatina para a formação da atacadista Supernova. A joint venture terá 35% de participação da Profarma, 35% da Nutrilatina e 30% do investidor Leonardo Chiacchio.

Com a aliança, a Profarma passa a comercializar com exclusividade os produtos da Nutrilatina para o varejo farmacêutico e marca sua entrada em lojas de suplementos alimentares e esportivos, com distribuição exclusiva em quase 1,5 mil estabelecimentos.

Lucro da Klabin avança 20%
Dando continuidade à temporada de balanços corporativos, a fabricante de papel Klabin (KLBN3) divulgou nesta manhã lucro líquido de R$ 146,5 milhões no quarto trimestre de 2012, um avanço de 20% quando comparado com o lucro do mesmo período de 2011, que totalizou R$ 122,4 milhões. Em 2012, o lucro da companhia foi de R$ 752 milhões, conforme havia sido informado em ata da reunião do conselho de administração - o resultado é mais de três vezes superior ao de 2011.

Oi é multada pela 4° em 15 dias
A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) multou em R$ 1,1 milhão a operadora Brasil Telecom, do Grupo Oi (OIBR4), filial de Santa Catarina. A multa já havia sido estabelecida em 2011, mas a Brasil Telecom recorreu da decisão. A Anatel não acatou o recurso e manteve a punição nesta sexta-feira. 

Com isso, o Grupo Oi já contabiliza quatro multas recebidas pela Anatel desde o último dia 15. Somadas, as sanções giram em torno de R$ 40 milhões. 

Filas no Porto de Santos
Cresce fila para embarque de grãos nos portos brasileiros. A forte demanda global pelas safras brasileiras de milho e soja faz com que as filas de navios para atracar nos portos de Santos e Paranaguá estejam duas a três vezes maiores do que há um ano, e para complicar a situação, estivadores farão uma greve de seis horas nesta sexta-feira.

Na quinta-feira, havia 59 navios esperando para carregar grãos no porto de Santos, contra 29 há um ano, segundo dados da SA Commodities. Mas para a equipe de análise da XP Investimentos entende que a forte demanda no Porto de Santos como um indicativo de forte movimentação no Tecon Santos, principal terminal da Santos Brasil (STBP11). "Ainda que as filas sejam reflexo de um gargalo de infraestrutura no Brasil, tendem a aumentar o tempo de armazenagem para a companhia, incrementando seu faturamento", disse. 

Arsesp adia publicação do reajuste tarifário da Sabesp
A Arsesp (Agência Reguladora de Saneamento e Energia de São Paulo) adiou a publicação da revisão tarifária da empresa paulista de saneamento Sabesp (SBPS3). O órgão recebeu, no dia 19, um ofício da Prefeitura de São Paulo requerendo a prorrogação. O pedido foi aprovado em reunião da diretoria da agência ocorrida ontem. Agora, a divulgação está prevista para o dia 22 de março. 

Fundo reduz participação acionária na Plascar
A Plascar (PLAS3) comunicou aos acionistas que os fundos de investimentos geridos por Perimeter Administração de Recursos venderam, em conjunto, ações ordinárias de emissão da empresa, sendo que em 15 de fevereiro, os fundos passaram a deter 62,694 milhões de ações. 

A participação dos fundos atualmente passaram para aproximadamente 26,14% das ações de emissão da Plascar. 

Em comunicado, a Perimeter ressalta que a venda das referidas ações tem o exclusivo objetivo de investimento, não havendo qualquer interesse em alterar a composição de controle ou estrutura de administração da empresa, bem como de deter bônus de subscrição, direitos de subscrição de ações, opções de compra de ações e debêntures conversíveis em ações de emissão da companhia. Além disso, ela declara que não foi firmado acordo ou contrato regulando o exercício do direito de voto ou a compra e venda de valores mobiliários de emissão da companhia. 

Contato