Em imoveis

Caixa suspende linha de financiamento imobiliário mais barata do mercado

A mesma linha havia sido suspensa no ano passado e voltou a ser oferecida em setembro do mesmo ano

SÃO PAULO – A Caixa Econômica Federal suspendeu novamente a linha de financiamento imobiliário pró-cotista, a mais barata do mercado. Essa linha cobre imóveis com valor entre R$ 225 mil e R$ 1 milhão, no caso de imóveis novos, em todo o país; o teto do financiamento varia se o imóvel for usado e dependendo da cidade onde está localizado.

A mesma linha havia sido suspensa no ano passado e voltou a ser oferecida em setembro do mesmo ano. A suspensão atual, de acordo com o banco, também é temporária: nas próximas semanas, a linha deve receber aproximadamente R$ 3 bilhões em recursos.

As taxas de juros que a pró-cotista oferece varia entre 7,85% e 8,85% ao ano para clientes do banco. Fora a pró-cotista, a linha de financiamento da Caixa que possui as menores taxas é a Carta de Crédito SBPE, que variam entre 10,25% e 11% ao ano.

O financiamento cobria 80% do valor do imóvel caso ele seja usado e 85% se for novo em um prazo de até 360 meses.

Também em nota, a Caixa afirma que já possui propostas de financiamento habitacional em análise que “equivale à totalidade dos recursos, no momento, para a linha de crédito pró-cotista”.

Entre os requisitos para se tornar beneficiário da linha, além de ser cliente do banco, estavam ter contribuído para o FGTS por no mínimo três anos, não necessariamente em uma mesma empresa ou contínuos. O trabalhador também deve estar empregado para ser um beneficiário.

Caixa Econômica Federal
(Bloomberg)

Contato