Em imoveis

"Melhor casa do mundo" na Zona Leste de São Paulo ganha novo prêmio

Casa na Vila Matilde que custou um investimento de R$ 150 mil recebeu o primeiro lugar em premiação de arquitetura

SÃO PAULO – O imóvel na Vila Matilde que no início do ano venceu o prêmio Building of The Year 2016 acaba de conquistar o primeiro lugar em outra premiação. Desta vez, a casa da Zona Leste de São Paulo encabeça o Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel 2016.

Organizado pelo Instituto Tomie Ohtake em parceria com a AkzoNobel, a premiação escolheu entre 119 projetos de 18 estados brasileiros construídos nos últimos 8 anos. São contemplados apenas arquitetos brasileiros que vivam no Brasil há pelo menos 2 anos e tenham até 45 anos de idade.

Projetada e construída entre 2011 e 2014, a casa tem 95 m² de área construída e custou um investimento de apenas R$ 150 mil de acordo com o escritório de arquitetura responsável, Terra e Tuma Arquitetos. São dois quartos, cozinha, sala de TV e jantar, garagem e uma laje.

“O maior desafio apareceu no primeiro estágio de construção. A demolição cuidadosa da antiga casa levou quatro meses, ao mesmo tempo em que executamos a fundação e reforçamos as paredes de contenção que suportavam os prédios vizinhos. A casa ficou pronta seis meses após o trabalho de alvenaria foram estabelecidos”, escreveu o escritório à ocasião da primeira premiação.

Demais premiados

Além da casa na Vila Matilde, foram selecionados outros dois imóveis: o Edifício Península, em Porto Alegre e a Galeria Maxita Yano – Claudia Andujar, que fica dentro do Inhotim em Brumadinho, Minas Gerais.

Os arquitetos vencedores foram premiados com viagens internacionais. Confira imagens de cada um dos imóveis.

Vila Matilde 6

Casa na Vila Matilde

Vila Matilde 2

Casa na Vila Matilde

Vila Matilde 7

Casa na Vila Matilde

Edifício Península

Edifício Península

Galeria Maxita Yano - Claudia Andujar

Galeria Maxita Yano – Claudia Andujar

Vila Matilde 1
(Reprodução)

Contato