Brasil adota medida que aumentará velocidade de financiamento de imóveis

Belo Horizonte será a primeira cidade a lançar sistemas digitais de liberação de crédito

Por Paula Zogbi
 17 mar, 2016 10h40
Casa à venda - estados unidos
(Bloomberg)

Paula Zogbi

SÃO PAULO – A obrigação de disponibilizar na rede todas as informações para agentes financeiros, cidadãos e serventias obterem o registro do financiamento de um imóvel acaba de ser cumprida em sua primeira localidade: Belo Horizonte, Minas Gerais.

Determinada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a obrigação deverá ser aplicada em todo o país até o dia 30 de junho, e deve aumentar consideravelmente a rapidez com que são concedidos créditos imobiliários. A inauguração do sistema interligado de Belo Horizonte acontece nesta quinta-feira, 17.

Hoje, a expedição e avaliação de todos os documentos físicos em cartórios podem demorar mais de 20 dias, entre idas e vindas, até a liberação do financiamento. Com a aplicação da chamada Central Eletrônica de Registro de Financiamento Imóveis, a espera pode cair para menos de 7 dias até o registro do mesmo financiamento.

A novidade se soma a medidas de estímulo anunciadas pela Caixa Econômica Federal, com aumento da cota de financiamento de imóveis usados. Com elas, será possível financiar até 70% do valor dos imóveis no Sistema Financeiro de Habitação – hoje, o limite é de 50% - além da possibilidade de financiamento do segundo imóvel. Com condições mais fáceis e maior rapidez no processo de financiamento, espera-se um aquecimento do mercado imobiliário do país.

COMENTÁRIOS

Código Últ.
(R$)
Var. Dia
(%)
Vol.
(R$)
Neg.
(Nº)
Hora
RDES11 R$ 62,00 +7,45% 49,60K 1 27/05
DOMC11 R$ 550,00 +6,38% 11,00K 1 11h57
BMLC11B R$ 82,99 +4,98% 3,28K 2 17h07
TRNT11B R$ 150,00 +4,89% 3,15K 2 16h21
CNES11B R$ 83,30 +2,84% 11,24K 3 16h51

Contato