Em imoveis / fundos-imobiliarios

Agora pode ser a última chance de investir em fundos imobiliários antes de ficar "caro"

IFIX na máxima histórica e Selic na mínima significam que não é hora de olhar para Fundos Imobiliários?

SÃO PAULO – Com IFIX na máxima histórica e Selic na mínima, ainda é um bom negócio comprar fundos imobiliários? Para os convidados do programa Fundos Imobiliários desta sexta-feira (23), com certeza.

Convidados do professor Arthur Vieira de Moraes, Ricardo Almendra, Sócio da RBR e Gestor do RBR Alpha Fundo de Fundos, e Bruno Santos, Sócio da RBR e Analista Chefe do RBR Alpha Fundo de Fundos, comentam suas perspectivas para os próximos anos no mercado de fundos imobiliários.

Para eles, ainda faltam de um a três anos para o mercado imobiliário caminhar para a terceira fase do ciclo de recuperação. Isso significa que os aluguéis seguem abaixo do valor real, e, portanto, a rentabilidade de fundos que lucram com imóveis ainda tende a se beneficiar dessa movimentação.

“[Em 2015] Os fundos estavam ‘de graça’ do ponto de vista de metro quadrado”, antes do impeachment, afirma Almendra. “Agora estamos no período final da segunda fase [de recuperação]. Os fundos estão muito próximos do seu valor de reposição”, complementa.

Invista em Fundos Imobiliários com corretagem zero pela Rico clicando aqui

Embora os ganhos nos próximos anos devam ser menores do que aqueles vistos em FIIs nos últimos dois anos, para Ricardo, ainda há um potencial de ganho muito maior que a Selic com o rendimento destes papéis. “A vacância vai diminuir, os valores de locação começam a ser reajustados para cima e, se o rendimento aumenta, a cota vai acompanhar”, resume o gestor.

O programa Fundos Imobiliários, apresentado pelo professor do InfoMoney Educação Arthur Vieira de Moraes, vai ao ar todas as sextas-feiras às 15h40. Confira a conversa no player acima.

Invista em Fundos Imobiliários com corretagem zero pela Rico clicando aqui

Contato