Em imoveis / fundos-imobiliarios

Entenda o papel da CVM dentro dos investimentos em fundos imobiliários

Gerente de Acompanhamento de Fundos Estruturados explica novas regras e canais de diálogo com a regulação

SÃO PAULO – Em outubro do ano passado entraram em vigor novas regras referentes a fundos imobiliários no Brasil. Entre as mudanças mais significativas, vimos a necessidade de os fundos fornecerem informações muito mais completas a respeito de suas operações, o que facilita consideravelmente a escolha do investidor entre os mesmos.

No programa Fundos Imobiliários desta sexta-feira, o professor do InfoMoney Educação Arthur Vieira de Moraes conversou com Bruno Luma, gerente de acompanhamento de fundos estruturados da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), sobre essas novas regras e canais de entrada soa investidores à Comissão, quando necessário. O programa vai ao ar todas as sextas, às 15h40.

Segundo Bruno, a primeira coisa que deve ser levada em conta quando o investidor sentir a necessidade de contatar a CVM é considerar um contato prévio com a própria administradora do fundo em questão. “Se o investidor ainda assim estiver insatisfeito com a resolução do administrador, quando chega na CVM já se pulou uma etapa. Vira um processo que já está praticamente instruído”, explica. Confira a conversa completa no vídeo do programa, abaixo:

prédios comerciais
(Shutterstock)

Contato