Balanço patrimonial: conheça melhor este demonstrativo financeiro

Balanço patrimonial mostra o que a empresa tem e o quanto deve, trazendo uma fotografia das atividades da companhia
 
a a a

SÃO PAULO - O balanço patrimonial é um dos tipos de demonstrativos financeiros mais utilizados, pois serve para analisar o valor contábil de uma empresa, com base nas aplicações e origens de seus recursos em um dado momento. Os números isolados podem aparentar ter pouca utilidade, mas em forma de índices podem sinalizar aspectos como liquidez e endividamento.

A estrutura do balanço é dividida em duas partes, sendo que todos os ativos ficam do lado esquerdo e os passivos e o patrimônio líquido do lado direito. As contas são classificadas em termos de prazo, sendo que as de curta maturação (os chamados circulantes) ficam na parte superior. As contas da parte inferior são aquelas de longo prazo.

Aplicações e origens
O balanço patrimonial mostra o que a empresa possui (ativos), o quanto deve (passivo), e quanto capital os acionistas investiram na empresa (patrimônio líquido). Assim, o balanço é composto por três itens: ativo, passivo e o patrimônio líquido. A soma de passivo e patrimônio líquido deve ser sempre igual ao ativo.

Pode-se dizer que o balanço patrimonial apresenta uma "fotografia" da empresa em uma determinada data (normalmente os balanços são divulgados trimestralmente), ou seja, o balanço do primeiro trimestre apresenta os valores correspondentes a cada conta (ativo, passivo e patrimônio líquido) no último dia deste período (31 de março).

Ativo e passivo
O ativo representa todos os itens ou bens da empresa que são usados na sua atividade, seja ela qual for. Entre os principais componentes do ativo de uma empresa, destaque para caixa, estoques, créditos, imóveis, equipamentos, investimentos, etc.

Para adquirir cada um desses bens, a empresa precisa se financiar. De maneira geral, pode-se dizer que patrimônio líquido equivale à parte do financiamento feita por acionistas, enquanto que o passivo é igual à parte feita por terceiros. Quando utilizamos a expressão financiamento para descrever o passivo e o patrimônio líquido isso não que dizer financiamento financeiro.

Todos os itens do passivo representam alguma forma de financiamento, embora nem todos sejam financeiros. Afinal, eles correspondem às obrigações que a empresa tem com terceiros e que ainda não foram cumpridas (ex. impostos a pagar, etc.)

Indicadores e evolução das contas
Embora a análise dos números isolados do balanço seja pouco usual, pois, ao contrário do demonstrativo de resultado, o balanço analisa estoques e não fluxos, é sempre interessante analisar índices derivados do balanço. Estes podem ser comparados com os de outras companhias do setor ou mesmo com os de outros anos. A evolução das contas pode ser bastante elucidativa sobre o rumo da empresa.

Por fim, vale citar que o valor contábil (o valor dos ativos do balanço patrimonial da empresa) geralmente não indica o valor real da companhia. Mesmo com limitações, porém, o balanço patrimonial é certamente um instrumento útil na análise da situação das empresas.

Deixe seu comentário

Dajoni Prado (01/02/2014 17:53:05) Fonte de Informação muito valiosa, o melhor, no 0800 ! ! !

+ Lidas