Em conteudo-patrocinado / xpi

LCI e LCA ganham espaço entre investidores; entenda por quê

Desde 2013, o estoque de LCI e LCA cresceu 41,8% e 26,9%, respectivamente

O bom desempenho das letras de crédito, lastreadas tanto em financiamento imobiliário (LCI) como em ativos do agronegócio (LCA), está garantindo um espaço de destaque para estes papeis. Somente entre janeiro de 2013 e 2016, segundo dados da Cetip, o estoque de LCI cresceu 41,8%, para R$ 103 bilhões, enquanto o de LCA avançou 26,9%, para R$ 29 bilhões.

A isenção de Imposto de Renda para pessoas físicas é o principal fator que explica o interesse nessas aplicações. Mas há outros fatores que contribuem para esse crescimento. Uma LCI e LCA que paga 100% do CDI rende 75% mais que a poupança, investimento que obteve seu pior resultado desde 2002, com uma rentabilidade real (descontando a inflação) de apenas 2,28%.

Vale lembrar que apesar de fornecerem uma rentabilidade muito maior que a poupança, a LCI e LCA são investimentos de baixíssimo risco. Isso porque essas aplicações contam com a segurança do Fundo Garantidor de Crédito (FGC) para investimentos de até R$ 250.000. Assim, mesmo que o banco ou corretora onde seu dinheiro está investido venha a falência, o dinheiro do investidor estará assegurado desde que respeite esse limite.

Conheça investimentos de Renda Fixa, que oferecem segurança semelhante à da poupança, com ganhos muito maiores, clicando aqui.

Invista na maior corretora independente do Brasil, ABRA SUA CONTA AQUI

 

Contato