Em conteudo-do-leitor

CONTEÚDO DO LEITOR: Como escolher o sócio ideal para o meu negócio?

Confira o artigo escrito por Presleyson Lima na seção "Conteúdo do Leitor" do InfoMoney  

Acordo
(iJeab)

Autor: Presleyson Lima, Empreendedor e Mentor, 38 Anos

Você sabe como escolher o sócio ideal e por que isso é tão importante?

É claro que dependendo do seu empreendimento e do tamanho dele, você não precisará ter alguém para compartilhar responsabilidades. Mas se a sua ideia é crescer, pode ter certeza de que deverá ter pelo menos uma pessoa para te dar esse apoio. É aí que entra o sócio.

Essa necessidade vai surgir na medida em que você perceber que é um ótimo administrador, mas que tem dificuldades em vender o seu produto. Ou então quando chegar à conclusão de que é muito bom para operacionalizar o trabalho, mas que não tem tanta habilidade em fazer a gestão do negócio.

Essa percepção é muito positiva, porque ela vai te ajudar a escolher alguém que te complemente para que o seu empreendimento possa crescer e seguir por um caminho de sucesso.

Além disso, com o sócio você vai trocar experiências e conhecimentos, falar sobre as suas inseguranças e preocupações e assim agregar mais valor para o trabalho. Esse diálogo é importante porque ele facilitará o andamento das tarefas e proporcionará mais clareza sobre como está a empresa e qual rumo ela deverá percorrer.

Listei a seguir 3 dicas para você saber exatamente como escolher o sócio ideal. Confira:

1 – Opte por alguém que te complemente

Como mencionei na introdução desse artigo, você precisa saber qual é a sua habilidade principal e mais marcante e optar por um sócio que te complemente.

Mas para isso é preciso ser aberto e humilde ao ponto de aceitar e pedir essa ajuda.

Se achar que consegue fazer tudo sozinho, dificilmente vai enxergar os problemas da empresa ou os pontos importantes para que ela possa crescer.
Além de não chegar no patamar que espera, o risco é que tenha que, literalmente, fechar as portas do empreendimento.

Você é habilidoso nas vendas e em fechar negócio com o cliente, mas percebe que tem dificuldades em administrar a empresa? Escolha um sócio que entenda de gestão.

Se você é muito bom em gerir, mas é menos técnico, procure por alguém que saiba colocar a mão na massa.

2 – Seja cuidadoso ao fazer a escolha

Tenha muita atenção ao decidir quem será o seu sócio. Ele até pode ser um amigo próximo, mas você precisa ter a certeza de que tem o conhecimento necessário para complementar as suas habilidades. Se não tiver, procure por uma outra pessoa.

Por outro lado, cuidado com alguém que não conhece muito bem. O sócio precisa ser um parceiro de negócio. Uma pessoa que junto com você quer ver a empresa crescer.

Nunca pode ser um individualista, pois a parceria é essencial nesse processo. Além disso, um problema mais grave relacionado à índole ou caráter pode até colocar tudo a perder. Portanto, seja cuidadoso na sua escolha. 

É importante também que você se assegure com um contrato que contenha informações como: divisão das quotas da empresa, participação e responsabilidades de cada um, entre outras.

3 – Escolha uma pessoa de fácil relacionamento

Já conheci muita gente competente, mas de difícil trato. Você com certeza também já conheceu, não é verdade?

Imagine como seria trabalhar diariamente com essa pessoa e ainda por cima partilhar o seu negócio e o lucro da empresa?

Um sócio não é como um colega de trabalho, que você não o escolhe e precisa lidar com ele. Tudo bem se o relacionamento não for bom. Basta não chamá-lo para almoçar e no dia a dia se relacionar só o quanto for preciso.

Porém, um empreendimento é algo que você mesmo criou e que investiu o próprio dinheiro para colocá-lo em prática. Ele é muito importante pra você e garantir o seu sucesso é uma das suas metas de vida.

Imagine ter um sócio com uma personalidade difícil, que não te escuta, não te entende ou até que passa por cima de você? Considere, portanto, além da habilidade, o relacionamento interpessoal dessa pessoa com você.

Quer ver seu texto publicado no InfoMoney? Nós também! Clique aqui e envie seu artigo.

Contato