Como responder à seguinte pergunta: "o que você espera de um emprego"?

Especialistas explicam o que está por trás de tal pergunta; objetivo é ajustar o perfil profissional à vaga
Por Viviam Klanfer Nunes  
a a a

SÃO PAULO - Durante uma entrevista de emprego, os candidatos devem responder a uma série de perguntas, que são formuladas para que o entrevistador consiga construir o perfil do profissional, identificando seus interesses, desejos e expectativas quanto à posição a que está concorrendo. Entre as perguntas mais comuns está a seguinte: “o que você espera de um emprego?”.

De acordo com a consultora de Recrutamento e Seleção da Ricardo Xavier Recursos Humanos, Mailara Germanowicz, o objetivo principal dessa pergunta é identificar qual a expectativa do profissional em relação ao emprego. Conhecendo essa expectativa, o entrevistador consegue definir se está compatível com a posição em questão.

O perfil do candidato
Na prática, se o profissional responde que busca, por exemplo, um emprego que ofereça um plano de carreira e crescimento rápido, o entrevistador já consegue avaliar se o candidato é interessante para a vaga. Se a empresa não tem um plano de carreira muito bem estruturado, o candidato possivelmente, caso aprovado, vai acabar se frustrando.

Mas a resposta a essa pergunta nem sempre é determinante. Mailara explica que a contratação de um profissional não é um processo tão rígido. Se a empresa, em um primeiro momento, mostra que não tem plano de carreira, mas a consultoria identificou um profissional muito qualificado, existe uma conversa entre a empresa e os consultores no sentido de entender se realmente não existe a possibilidade de aproveitar tal profissional.

Em muitos casos, as empresas podem ser flexíveis e inclusive criar situações que atraiam e retenham tal profissional. “A consultoria faz um trabalho com a empresa vendo se realmente não há possibilidade de crescimento. A própria empresa pode repensar a situação e propor algo”, diz Mailara.

A especialista explica que muitas vezes a empresa não tem uma boa visão do mercado e é papel do consultor – responsável pela seleção, mudar ou ajudar a mudar o pensamento da empresa.

A resposta que o candidato der a essa pergunta também pode revelar outros pontos do seu perfil profissional que vão ajudar a consultoria enquadrar o melhor candidato a vaga em questão. A empresa, por exemplo, pode ter uma postura bastante agressiva no setor em que a atua. Caso o profissional responda à pergunta revelando que não é um perfil agressivo ou que não tem a flexibilidade suficiente de se adequar a essa cultura, ele pode não ser o mais adequado.

De acordo com o consultor da Cia de Talentos, Felipe Bruno, a forma como o candidato responde à pergunta também mostra muito sobre ele. “Se ele começa a falar muito, mostra que ele é uma pessoa bem extrovertida. Se ele fala pouco, mostra que é mais introvertido”, pontua Bruno.

Dessa forma, novamente, os entrevistadores vão construindo o perfil do candidato e observando se ele realmente se encaixa ao perfil da vaga.

Deixe seu comentário