Em carreira / gestao-e-lideranca

CEO da Huawei aplicou multa de R$ 514 mil a si mesmo por “liderança ineficaz"

A decisão foi tomada em conjunto pelo "Comitê Permanente do Conselho de Administração", que inclui o CEO e puniu mais quatro líderes 

logo da Huawei no prédio-sede da empresa
(Tyrone Siu/Reuters)

SÃO PAULO - Ren Zhengfei, CEO da Huawei, fabricante de smartphones chinesa, decidiu aplicar uma multa de US$ 160 mil, cerca de R$ 514 mil, para si mesmo por “má gestão”, segundo informações do site The Paper.

O documento emitido pela empresa é chamado de “Notificação de Responsabilidade para Líderes de Gerenciamento" e justifica que a liderança da companhia é ineficaz. Isso porque, segundo o documento, algumas unidades revelaram “falhas graves e fraudes” – sem especificar exatamente o que aconteceu.

A decisão foi tomada em conjunto pelo “Comitê Permanente do Conselho de Administração”, que inclui o CEO, que concordaram em impor a multa para os principais líderes da empresa. Todos os funcionários foram notificados.

Além de Zhengfei, mais quatro funcionário de alto escalão foram multados em 500 mil yuans cada, cerca de R$ 250 mil. Os cinco formam a cúpula de líderes da empresa. Ao site, a fabricante informou que o documento é verdadeiro.

A empresa é a terceira maior fabricante de smartphones do mundo, atrás das gigantes Apple e Samsung.

Embora a atitude seja curiosa, esses altos e baixos são considerados um modelo de gestão da Huawei. Além disso, é cultura da empresa rebaixamento constante de líderes por eventuais erros, mas rapidamente eles conseguem se recolocar na posição de gerenciamento. Neste caso, os líderes manterão seus cargos com o pagamento da multa.   

Quer investir melhor o seu dinheiro? Abra uma conta na XP.

Contato