Em carreira / emprego

Como destacar seus talentos em entrevistas de emprego sem ser prepotente

Em pouco tempo de interação, é difícil demonstrar talentos verdadeiros

Entrevista de emprego
(Shutterstock.com)

SÃO PAULO – Poucos minutos é o tempo que o candidato a uma vaga de emprego geralmente tem para falar sobre seus talentos, ambições e qualidades. Naturalmente, é frequentemente muito difícil realmente demonstrar o que se tem a oferecer a uma empresa em tão curto tempo de interação.

De acordo com o Harvard Business Review, bons candidatos saem ainda mais prejudicados conforme os ruins conseguem usar esse pouco tempo para fingir – e diversos estudos comprovam que narcisistas e psicopatas costumam se sair muito bem em entrevistas de emprego. O que fazer, então, para demonstrar suas habilidades sem se passar por uma pessoa autocentrada e prepotente?

A revista da universidade de Harvard oferece algumas dicas:

1.       Quantifique brevemente suas experiências mais relevantes

Conquistas são, muitas vezes, mais relevantes do que características pessoais, justamente pela palpabilidade. Por isso, é interessante tomar cuidado extra ao responder essa questão, normalmente uma das primeiras que surgem em entrevistas de emprego.

Ao mesmo tempo, é importante ser breve – pessoas que falam muito de si passam uma imagem errada, e respostas longas demais podem desviar a atenção do recrutador. Caso não saiba quais conquistas selecionar para a resposta, tenha sempre em vista o que é mais relevante para a posição que está buscando.

2.       Fale sobre paixões, não qualidades

É mais aceitável demonstrar entusiasmo a respeito de interesses e paixões do que a respeito de qualidades pessoais, de acordo com a revista acadêmica. Uma pessoa que diz gostar muito de formar equipes passa imagem melhor do que outra que diz ser um ótimo líder.

3.       Foque no potencial

Pesquisas mostraram que há mais interesse em torno do futuro de uma pessoa do que do passado. Por isso, em entrevistas de emprego é mais interessante discorrer sobre um potencial a ser lapidado do que sobre o que já passou. Sua capacidade de aprendizagem e habilidade com outras pessoas são exemplos disso – e nenhuma delas soa prepotente.

A HBR sugere também que essas capacidades devem ser notadas, e não exatamente faladas. Evite interromper o recrutador, por exemplo, e fale sobre problemas que possa ter resolvido através de aprendizado.

4.       Deixe que seus admiradores falem

A reputação de uma pessoa é formada pela opinião de terceiros. Por isso, quando possível, busque angariar opiniões positivas dos outros sobre o seu trabalho, como cartas de recomendação. Quando a pessoa certa diz a coisa certa, os resultados são muito mais positivos. 

Quer investir melhor o seu dinheiro? Abra uma conta na XP.

Contato