Em bloomberg / mercados

Mark Mobius diz que ouro subirá em 2017 com escalada lenta do Fed

“O Fed elevará os juros um pouco, mas não excessivamente, e não há garantia de que o aumento dos juros desestimulará as pessoas”, disse o presidente da Templeton Emerging Markets Group

(Bloomberg) -- O ouro deverá avançar até 15 por cento antes do fim do ano que vem à medida que o Federal Reserve diminuir o ritmo de elevação dos juros e porque o dólar permanecerá fraco, impulsionando a demanda pelos lingotes, segundo a Templeton Emerging Markets Group.

“O Fed elevará os juros um pouco, mas não excessivamente, e não há garantia de que o aumento dos juros desestimulará as pessoas”, disse o presidente do conselho executivo da empresa, Mark Mobius, em entrevista em evento da Bloomberg, em Mumbai. “Dependerá muito dos juros reais.”

O lingote subiu 19 por cento em 2016, quando a preocupação com a saúde da economia global, com as políticas monetárias relaxadas e com a decisão do Reino Unido em referendo de deixar a União Europeia estimularam a demanda. Após subir os juros em dezembro passado pela primeira vez em quase uma década, o Fed não realizou alterações na taxa nas seis reuniões seguintes. Apesar de nesta segunda-feira ter alcançado o nível mais alto desde março com a especulação de que os juros poderão subir em breve, o dólar está mais barato neste ano.

‘Não está tão forte’
“O dólar americano não está tão forte e pode até cair”, disse Mobius, que também destacou a perspectiva de aumento da compra de lingotes pelo banco central. “Se isso acontecer, o ouro ficará mais caro.”

Embora as taxas futuras do Fed mostrem chance mais alta de aumento em dezembro, os investidores ainda estão injetando recursos em fundos negociados em bolsa lastreados por ouro e com isso, na semana passada, as reservas registraram o nível mais elevado em mais de três anos. A probabilidade de aumento em dezembro é de cerca de 68 por cento, contra 59 por cento no início do mês.

A projeção de Mobius para um ouro com preço mais elevado em 2017 mesmo se o Fed prosseguir com a alta dos juros é similar à perspectiva dos participantes da conferência da Associação do Mercado de Lingotes de Londres (LBMA, na sigla em inglês), na semana passada, em Cingapura. O lingote será negociado a US$ 1.347,40 daqui a um ano, segundo pesquisa com os participantes do evento.

O presidente do Federal Reserve de São Francisco, John Williams, afirmou na sexta-feira que apoiaria um aumento em 2016 e mais alguns no ano que vem. A cúpula do Fed se reunirá em 1º e 2 de novembro, na semana anterior à eleição presidencial dos EUA, e novamente em meados de dezembro. Williams -- que não tem voto nas políticas neste ano -- também disse que teria apoiado um aumento em setembro.

Mobius

Contato