Em bloomberg / carros

CEO que vendeu móveis a Steve Jobs prepara Ford para o futuro

Hackett substituiu Mark Fields na segunda-feira como CEO da fabricante de automóveis de 114 anos

(SÃO PAULO) -- Jim Hackett certa vez vendeu móveis de escritório ao cofundador da Apple, Steve Jobs. Não foi tarefa fácil.

Agora ele precisa convencer investidores e compradores de carros de que a Ford Motor tem uma ideia melhor para os veículos de direção autônoma do que os nerds do Vale do Silício -- e ao mesmo tempo desviar da possível artilharia do presidente dos EUA, Donald Trump.

Hackett substituiu Mark Fields na segunda-feira como CEO da fabricante de automóveis de 114 anos, que está em dificuldades devido à queda dos lucros e ao desempenho decepcionante de suas ações. Hackett, 62, passou a maior parte da carreira administrando uma empresa de móveis, mas tem uma reputação de executivo visionário que se sente à vontade no mundo da alta tecnologia e que, além disso, está disposto a reduzir postos de trabalho. Em seus 20 anos como CEO da Steelcase, Hackett cortou 12.000 empregos e levou a empresa, que antes fabricava apenas móveis, a recriar a forma como as pessoas trabalham.

Ele enfrenta grandes desafios ao tentar reformular uma empresa famosa como a Ford como fez com a Steelcase. Um deles pode vir da Casa Branca. Se cortar postos de trabalho na Ford, Hackett corre o risco de despertar a ira da Trump, uma dor que seu antecessor sentiu na pele ao decidir transferir a produção de carros de pequeno porte para o México. Hackett minimizou essa perspectiva ao ser indagado sobre seu histórico de usar produção mexicana na Steelcase.

“Somos uma empresa global e queremos decidir nossa estratégia a respeito de onde atuaremos”, disse Hackett, em resposta a um jornalista que perguntou sobre as críticas de Trump ao fato de a Ford fabricar carros no México. “Nós fabricaremos nossos produtos em todo o mundo. Temos que fazer isso.”

Na Steelcase, Hackett precisou eliminar milhares de empregos e demitiu até seu padrinho de casamento, segundo a Automotive News. Ele também fechou cerca de metade das instalações da empresa e transferiu parte do trabalho para o México.

Hackett se recorda de também ter gerado boa impressão em Steve Jobs, que tinha fama de temperamental. Quando a Steelcase investiu na firma de design IDEO, em 1996, Jobs brincou com um amigo em comum que a concorrente Herman Miller era a melhor escolha em termos de móveis para escritório. Isso levou Hackett a vender pessoalmente a Jobs as qualidades dos produtos oferecidos pela Steelcase. Em pouco tempo os escritórios da Apple estavam repletos de móveis da Steelcase.

Uma das ideias que Hackett teve em seu começo na Steelcase -- possivelmente o primeiro aplicativo para reserva eletrônica de salas de conferência -- ainda é vendida como produto na Steelcase atualmente, disse Jim Keane, que o sucedeu como CEO da Steelcase após trabalhar sob seu comando durante 17 anos. Hackett cunhou a frase “We spaces instead of I spaces” (“espaços coletivos em vez de espaços individuais”) quando trabalhava na Steelcase para descrever a mudança dos cubículos para os ambientes abertos.

Hackett disse que uma das pessoas para quem contou a respeito de seu novo emprego na Ford no domingo foi Jim Harbaugh, treinador do time de futebol americano da Universidade de Michigan que ele contratou. Hackett entrou como diretor interino de atletas e mudou o ambiente “incrivelmente tóxico” na universidade, segundo John U. Bacon, que escreveu quatro livros sobre o futebol americano de Michigan.

Logo ficou claro, disse Bacon, que “os adultos estavam no comando”.

Ford_bloomberg

Contato