Em bloomberg / carros

Toyota mantém liderança na venda de carros pelo 4o ano e VW recua

As vendas globais da Toyota, incluindo as das unidades Hino Motors e Daihatsu Motor, caíram 0,8 por cento no ano passado, para 10,15 milhões de veículos

(Bloomberg) -- A Toyota Motor se manteve como a fabricante de veículos de maior venda pelo quarto ano seguido e a única empresa a produzir mais de 10 milhões de veículos. A Volkswagen recuou devido ao escândalo das emissões de poluentes.

As vendas globais da Toyota, incluindo as das unidades Hino Motors e Daihatsu Motor, caíram 0,8 por cento no ano passado, para 10,15 milhões de veículos, segundo um comunicado da empresa. No início deste mês a Volkswagen informou uma queda de 2 por cento, para 9,9 milhões, enquanto as entregas da General Motors subiram 0,2 por cento, para 9,8 milhões.

 

O resultado da Toyota encerra um ano no qual a Volkswagen ficou à frente de sua rival japonesa durante os seis primeiros meses, mas depois perdeu o primeiro lugar em meio a uma crise sem precedentes. A Volkswagen já lidava com uma queda nas vendas na China quando o escândalo das emissões a forçou a paralisar as vendas de carros a diesel em alguns mercados e a se esforçar para consertar 11 milhões de veículos. A empresa alemã também precisa recuperar sua reputação e repensar a meta de superar a Toyota, um dos principais objetivos do ex-CEO Martin Winterkorn, que se demitiu após as revelações de que a empresa havia empregado dispositivos para fraudar os testes de exaustão.

 

“A hegemonia da Toyota provavelmente não será desafiada nos próximos anos após esse grande revés da VW”, disse Zhou Jincheng, analista da empresa de pesquisas Fourin em Nagoia, por telefone. “A diferença apenas aumentará porque a VW precisará de tempo para ajustar suas estratégias para mercados como EUA e Europa”.

 

Cinco anos seguidos?

 

Para manter a liderança por cinco anos consecutivos, a Toyota está estudando uma medida que poderia melhorar sua posição nos mercados emergentes. A fabricante de automóveis poderá comprar o restante da unidade Daihatsu, da qual possui 51 por cento, dando controle pleno à empresa japonesa em relação à principal fabricante de minicarros para o Japão e de carros compactos na Indonésia e na Malásia.

 

A Toyota também está lançando sua primeira reformulação do Prius compacto em quase sete anos. A fabricante de veículos aumentou a economia de combustível de seu híbrido mais vendido e equipou o modelo com recursos de assistência ao motorista, como freio de emergência automático.

 

Embora o recall europeu da Volkswagen esteja previsto para começar neste mês, a empresa ainda não fechou acordo para o conserto com os órgãos reguladores dos EUA, onde foi forçada a paralisar as vendas dos modelos a diesel. A fabricante separou, até o momento, 6,7 bilhões de euros (US$ 7,3 bilhões) para consertar motores fraudados para serem aprovados nos testes de emissões e enfrenta centenas de processos judiciais e multas dos órgãos reguladores.

toyota_bloomberg1

Contato