Carros: na crise, é hora de valorizar o custo-benefício

Diante do momento econômico do país, é necessário escolher bem o seu carro e realizar um ótimo plenajemento financeiro para dar mais valor ao seu dinheiro.
Blog por Leandro Mattera  

O Brasil vive uma das mais graves crises econômicas da sua história. Os leitores do Infomoney certamente acompanham o noticiário relevante e sabem que não há perspectivas concretas de melhoras no curto prazo.

O setor automotivo, historicamente, tende a ter um comportamento acentuado em relação à atividade econômica. Quando as coisas vão bem, ele dispara. Agora nos momentos difíceis, costuma enfrentar dificuldades ainda maiores.

Desde o início, aqui no Blog Seu Carro e Seu Bolso, o objetivo tem sido trazer análises e dicas destinadas a orientar os consumidores conscientes em relação às melhores decisões, pensando nas áreas automotiva e financeira, conjuntamente.

Diante do quadro atual, é cada vez mais fundamental priorizar a análise do custo-benefício, principalmente nos momentos de comprar ou trocar de carro.

Antes de tudo, para quem valoriza o seu dinheiro, é altamente recomendável a realização de um planejamento financeiro que contemple todos os impactos financeiros gerados pelos carros ao longo do tempo.

Dessa forma, não basta apenas avaliar o preço de compra ou das parcelas, lembrando inclusive que o crédito atualmente está cada vez mais caro e difícil de ser obtido. O planejamento (e posterior controle financeiro mensal) deve contemplar todos os reflexos comentados no artigo: Carros: por que eles pesam tanto no seu bolso? (clique para ler).

Mais do que isso, o momento econômico requer mais consciência na hora de definir qual carro comprar. Essa importância se justifica porque os diversos tipos, modelos e marcas apresentam relações de custo-benefício totalmente diferentes (inclusive quando comparamos carros do mesmo segmento). Por exemplo, a depreciação de modelos semelhantes pode seu muito diferente, o que compromete ao longo do tempo as suas finanças, sem contar que existem carros com baixíssima liquidez na hora da venda.

Adicionalmente, no cenário atual, é cada vez mais aconselhável dar ênfase nas escolhas baseadas nas necessidades, e não em meros desejos. Embora eu reconheça a importância do lado emocional, nas circunstâncias atuais, ele deve ficar em quinto plano.

Por exemplo, se alguém estava pretendendo comprar um SUV de médio porte (para os padrões brasileiros) é hora de pensar se um SUV compacto (ou crossover) pode ser suficiente para atender as suas demandas pessoais e familiares. Em outros casos, um carro com motor menos potente pode ser mais viável para quem precisa economizar com combustível.

Outro ponto importante envolve a escolha de carros com melhor padrão de qualidade. Afinal, o lado do “benefício” está intrinsicamente ligado com as características do projeto do carro, levando em conta tudo que oferece. Aliados a esse conceito, temos aspectos como a durabilidade e robustez, que são importantes para evitar gastos excessivos e inesperados com a manutenção.

Pensando justamente na qualidade, em muitos casos, pode ser interessante a compra de um carro usado (cujo mercado está crescendo neste ano difícil). No entanto, para que essa compra seja efetivamente positiva, é necessário considerar que o carro deve ter um bom projeto e também apresentar um bom estado de conservação, principalmente com a realização rigorosa da manutenção preventiva.

Se até certo tempo atrás, a grande maioria das pessoas defendiam as compras impulsivas e emocionais (muitas vezes baseadas em financiamentos de longuíssimo prazo), está mais do que na hora de rever esses tipos de comportamento. Até porque também têm crescido a inadimplência e as buscas de carros com parcelas em atraso.

Lembre-se de que a crise (que na minha visão é um colapso) pode estar apenas começando. Portanto, uma escolha consciente e inteligente do seu veículo passa por um bom planejamento que contemple as características do carro e esteja de acordo com a sua capacidade financeira.

Foto: 123RF.com

Muito obrigado pela atenção, um grande abraço e até a próxima!

Leandro Mattera

Consultor automotivo pessoal na Carro e Dinheiro e autor do livro digital “Como Escolher o Seu Carro Ideal” (clique para conhecer).

Importante: As opiniões contidas neste texto são do autor do blog e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney.

Deixe seu comentário