Blog InfoMoney

Direito imobiliario em foco

Em blogs / imoveis / direito-imobiliario-em-foco

Vale a pena aproveitar os descontos que as construtoras dão nos saldões

Com o aumento dos estoques de imóveis novos, muitas construtoras estão realizando saldões para tentar vender o que está parado. Mas, será que existe um desconto bom de fato? Saiba o que é importante observar neste tipo de promoção.

 

Com a economia morna e o aumento dos estoques de imóveis prontos na carteira, muitas construtoras estão promovendo saldões para desovar os imóveis que estão parados.

Em alguns casos, o abatimento parece ser realmente alto, o que chama a atenção de muitos compradores, até mesmo daqueles que, na verdade, nem tinham planos de fazer um investimento tão grande no momento.

É primordial que o consumidor saiba exatamente como é o imóvel em questão para evitar alguns micos, como pro exemplo, o apartamento do primeiro andar que não bate sol ou aquele que fica em frente ao playground e o barulho não deixa ninguém descansar aos finais de semana. Nunca deixe de analisar muito bem a planta e se certificar de que o imóvel recebe sol e não está em uma posição ruim.

Comprar sem conhecer não deve nem passar pelo cabeça do consumidor. Procure visitar a região do empreendimento antes e veja se aquele desconto que parece ótimo realmente é bom ou se não tem outras pechinchas similares ou até melhores nas redondezas.

Geralmente, há placas com números de celular e um aviso de 'vende-se' em postes perto dos edifícios. O interessado pode ligar e perguntar o preço. Isso permite conferir se realmente há desconto ou o preço original foi inflado só parecer que o negócio é vantajoso.

Também é importante questionar o corretor sobre a matrícula do imóvel para certificar-se de que não há restrição hipotecária, que determina o banco em que o comprador terá que fazer o financiamento -e pode não ser o da sua preferência.

A pressa é a pior coisa. Não compre nada por impulso, mesmo que pareça ser o desconto dos sonhos, até porque esta é a proposta das construtoras. Pode ser que de fato seja um bom preço, mas há muitos casos de maquiagem no preço. Por isso, procure alguém que possa instruí-lo e mostrar os detalhes importantes do contrato.

 Antes de aproveitar ofertas é necessário ter o crédito pré-aprovado pelo banco, pois nem todas as construtoras fazem uma avaliação de crédito na hora da venda. Então, caso o banco não aprove o financiamento depois da compra, o consumidor pode ter dificuldades para resgatar o dinheiro que já pagou à construtora.

Mesmo se tratando de saldão, a construtora tem os mesmos deveres para com o consumidor. Por isso é importante guardar as propagandas que informem as características do imóvel, além de preço e condições da oferta, pois podem servir de prova em caso de descumprimento do acordo pela construtora ou imobiliária.

Por fim, para ter certeza de que o negócio vale a pena e o saldão não é uma forma rápida de a construtora se desfazer das unidades “problemas”, pesquise o histórico da construtora por meio da consulta do CNPJ da empresa no Procon, na Prefeitura e no Cartório de Registro de Imóveis.

Importante: As opiniões contidas neste texto são do autor do blog e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney.

perfil do autor

Marcelo Tapai

Marcelo Tapai é advogado especialista em direito imobiliário, vice-presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB/SP, diretor do Brasilcon e sócio do escritório Tapai Advogados.

Quer dicas exclusivas?

Preencha os campos abaixo e receba dicas e conteúdos exclusivos do blog Direito imobiliario em foco

Contato