Blog InfoMoney

Finanças em casa

Em blogs / financas-pessoais / financas-em-casa

Não invista o dinheiro que sobrar no final do mês

  

Muitos investidores têm o hábito de investir o dinheiro que sobrar no final do mês, mas assim acaba sendo mais difícil conquistar seus sonhos e objetivos. O ideal é reservar os valores e investir assim que receber o salário ou fonte de renda.

Esse equívoco se dá porque a maioria dos brasileiros aprendeu a fazer seu orçamento financeiro mensal da seguinte maneira: Ganhos (-) Despesas = Lucro/Prejuízo. Veja que nesta conta não há os sonhos e, consequentemente, os investimentos.

O ideal é fazer: Ganhos (-) Sonhos (-) Despesas. Ou seja, investir antes e gastar depois, readequando o padrão de vida. Aplicando de forma adequada, você estará priorizando a conquista do que realmente tem valor em sua vida.

 

Saiba como mudar seu modelo mental:

 

1º passo: Estabeleça seus sonhos

Muitas pessoas me perguntam qual é o melhor fundo para investir e sempre respondo: depende do período em que se pretende conquistar o sonho. Afinal, nem sempre o fundo com o maior rendimento é o mais adequado para um objetivo de curto prazo.

Então é importante estabelecer no mínimo três sonhos, sejam eles individuais ou coletivos (em família ou amigos), lembrando os prazos: os de curto são realizados em até um ano, os de médio, entre um e dez anos, e os de longo prazo, acima de dez anos.

Assim saberá o quanto deve poupar por mês para conquistar a quantia necessária no prazo desejado e quais são os investimentos mais adequados. A Previdência Privada, por exemplo, é altamente indicada para os sonhos de longo prazo.

 

2º passo: Invista assim que receber

É importante preservar o valor a ser investido assim que receber sua fonte de renda, pois pode ser que não sobre, já que é comum gastar o dinheiro disponível até ele acabar.

 

3º passo: Pague as prestações

Se já tem prestações, como de financiamentos, empréstimos, cartões de crédito e carnês, por exemplo, é importante garantir o pagamento, assim se evita entrar na inadimplência.

 

4º passo: Crie sua reserva estratégica

Para garantir a sustentabilidade de seus investimentos e de sua vida financeira, é importante ter uma reserva para imprevistos. Com ela, não precisará recorrer ao endividamento (cheque especial, cartão de crédito ou empréstimos) caso aconteça alguma emergência.

 

5º passo: Readéque seu padrão de vida

Após poupar para os sonhos, pagar as prestações e garantir uma reserva financeira, você deve reajustar seu padrão de vida.

Para que saiba quais despesas pode reduzir ou eliminar, é válido fazer um diagnóstico financeiro por um mês (se tiver renda fixa) ou por três meses (renda variável). Você pode baixar gratuitamente o Apontamento de Despesas aqui: http://www.dsop.com.br/downloads-arquivos/

 

Ter educação financeira para investir é uma questão comportamental, de rever sua forma de pensar e agir.

Importante: As opiniões contidas neste texto são do autor do blog e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney.

Mulher investimentos
(Shutterstock)

perfil do autor

Reinaldo Domingos

Reinaldo Domingos é presidente da Abefin (Associação Brasileira de Educadores Financeiros), autor de vários livros e criador da Metodologia DSOP de Educação Financeira.

Quer dicas exclusivas?

Preencha os campos abaixo e receba dicas e conteúdos exclusivos do blog Finanças em casa

Contato