Blog InfoMoney

O Investidor de sucesso

Em blogs / bolsa / o-investidor-de-sucesso

O "novo BNDES" pode movimentar R$ 51 bilhões e afetar 30 ações na Bolsa; veja as impactadas

Em relatório, a equipe de análise do BTG Pactual mostra quais as eventuais impactadas com uma venda total ou parcial do BNDES em empresas da Bolsa

SÃO PAULO - Overhang ou oportunidade na Bolsa? Esse é o dilema lançado pelos analistas do BTG Pactual sobre o "novo" BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico), que, agora comandado por Maria Sílvio Bastos Marques, deve passar por um momento de virada.

Em relatório, o BTG comenta sobre a chance agora maior do banco de fomento vender participações (ou até fatias inteiras) em diversas empresas para financiar projetos prioritários de infraestrutura em um cenário de dificuldade econômica. Diante disso, ele mostra quem mais se beneficia e quem mais sofre neste cenário dentre as empresas listadas na Bovespa

Pelo levantamento dos estrategistas do BTG, Carlos Sequeira e Bernardo Teixeira, nos valores de hoje, a participação do banco de fomento totaliza R$ 51 bilhões em 30 empresas da Bovespa. Essas participações estão concentradas em ações em energia, mineração, papel e celulose, bens de capital, alimentos e bebidas, telecomunicações e setor de tecnologia.

Empresas mais expostas
De acordo com o BTG, a pressão de venda da participação pode ser enorme, sendo que os nomes mais expostos são Fibria (FIBR3), Tupy (TUPY3) e AES Tietê (TIET11). Olhando para alguns casos, o tamanho da fatia em determinadas companhias beira os 30% e, em casos extremos, o volume de venda das ações pode representar até 90 dias de negociação do papel dentro da Bolsa. A conta para isso é simples: pega-se a participação em reais que o BNDES tem nesta empresa e compara o montante com quantos milhões as ações dessa mesma empresa costumam movimentar diariamente na Bovespa.

A Fibria teria a maior pressão de venda, representando 97 dias úteis de negociações para que o BNDES deixe toda a sua participação na companhia. Já para a Tupy, representaria 82 dias de negociações e a AES Tietê, 72 dias. Quem também aparece na lista é o JBS (JBSS3), que teria uma pressão de venda equivalente ao giro de 63 dias úteis. "Dito isto, esperamos que essas fatias muitas altas de participação sejam vendidas".

Por outro, os efeitos positivos do aumento de liquidez podem superar consideravelmente os efeitos negativos de uma pressão de venda (ou overhang). Isso porque os papéis de companhias de boa qualidade com liquidez relativamente baixa seriam as que mais se beneficiariam. Linx (LINX3), Iochpe-Maxion (MYPK3) e a própria Tupy podem se beneficiar de tal movimento uma vez que a liquidez pode aumentar substancialmente, aponta o BTG.

Vale lembrar que outra forma do BNDES levantar caixa para investir nos projetos de infraestrutura pode ser através da venda de ações do fundo soberano, caso do Banco do Brasil (BBAS3), em um montante pode chegar a R$ 2,3 bilhões e que foi anunciado também por Meirelles e Temer.

Confira abaixo as empresas com participação no BNDES por setor: 

Na tabela abaixo, você confere a lista de empresas em ordem da mais impactada para a menos impactada:

A hipótese de venda de participação do BNDES ocorre em meio a anúncio de alterações na visão do governo sobre o banco de fomento. Na terça, o presidente interino Michel Temer e o ministro da Fazenda Henrique Meirelles propuseram a devolução de pelo menos R$ 100 bilhões em recursos repassados pelo Tesouro nos últimos anos que, no total, somam R$ 500 bilhões. Temer afirmou que a ideia é que R$ 40 bilhões sejam devolvidos neste momento e o restante no futuro.

sede do BNDES no centro do Rio
(Divulgação/BNDES)

perfil do autor

InfoMoney Blogs

E-mailthiago.salomao@
infomoney.com.br

Thiago Salomão

Editor de Mercados do InfoMoney, analista técnico e fundamentalista e criador da Carteira InfoMoney. Graduado em Administração de Empresas pelo Mackenzie, com MBA em Mercados Financeiros pela Fipecafi e pela UBS/BM&FBovespa.

Quer dicas exclusivas?

Preencha os campos abaixo e receba dicas e conteúdos exclusivos do blog O Investidor de sucesso

Contato